Saiba como tratar compulsão alimentar no período de quarentena

Dentro de casa fica ainda mais difícil não ceder às tentações e ficar longe do ímpeto de comer por ansiedade

como tratar compulsão alimentar
Foto: Reprodução/Unplash

Com tempo, à disposição e o tédio vão tomando conta dos ambientes devido a quarentena imposta como forma de amansar a transmissão da Covid-19. Entre o home office e o lazer, é mais do que natural que muitas pessoas não estejam conseguindo parar de abrir e fechar a geladeira. A questão é que ficar “beliscando” a toda hora pode ser extremamente prejudicial à saúde, principalmente quando ainda não se sabe exatamente quando o quadro da doença no Brasil estará contido o suficiente para que possamos voltar às ruas e à rotina normal. Pensando nisso, nós separamos algumas dicas para amenizar e de como tratar compulsão alimentar.

Truques saudáveis de como tratar compulsão alimentar 

Segundo a nutricionista Talitta Maciel, “a caracterização mais importante da condição do ato compulsório de ingerir alimentos é, na maioria das vezes, independente da sensação de fome ou da necessidade física. Ou seja, a pessoa que tem episódios de compulsão alimentar não necessariamente está com muita fome ou está há muito tempo sem comer.

1. Não se proíba e tente refletir sobre se a fome é real

Para tentar controlar a gana de comer o tempo inteiro é importante não se proibir e entender de onde está vindo essa vontade. Pergunte-se ‘será que estou realmente com fome ou só estou ansioso?’. A proibição e a negação fazem com que a vontade aumente, tornando o processo de autocontrole ainda mais difícil. Isto porque este tipo de fome emocional pode revelar o tipo de relação que se tem para com a comida, apontando que doces, salgadinhos e afins são uma espécie de consolo por um momento ruim ou até mesmo tedioso.

2. Lidando com a ansiedade

Um dos principais problemas da compulsão alimentar é que, conforme ela vai se intensificando por conta de, por exemplo, períodos instáveis como o qual estamos vivendo agora, o sentimento após a grande e descontrolada ingestão de alimentos gera a sensação de culpa no indivíduo. Tal fator pode contribuir para o desenvolvimento de outras doenças relacionadas à alimentação como a bulimia. Neste caso, uma opção para tratar é conversar com um especialista, psicólogo ou até mesmo alguém próximo que seja de confiança.

3. O tédio no trabalho

Não só em casa, mas normalmente para fazer uma pausa no trabalho e tentar revigorar as energias as pessoas buscam por lanchinhos e belisquetes para entreter a tarde, por exemplo. Ressignificar esta “pausa” é essencial para que o hábito vá se diluindo aos poucos. Que tal dar uma olhada nas redes sociais ou conversar com um amigo neste momento de esfriar a cabeça?

Girl Eating em 2020 | Arte da animação, Animação e Gifs

4. Beber água é essencial neste período

Você sabia que nem sempre nosso cérebro consegue distinguir a sensação de fome e sede? Por isso, beber a quantidade de água recomendada por dia pode ajudar a conter o hábito de comer por ansiedade ou exagerar na hora das refeições. Manter uma garrafa por perto com o líquido é uma ótima opção neste caso.

5. Preste atenção em seu sono

O cansaço decorrente das poucas horas de sono pode fazer com que seu corpo comece a pedir por mais comida como fonte de energia. Vale ressaltar que 8 horas por dia de sono não é algo apenas recomendável e sim uma necessidade fisiológica.

6. A importância da rotina

A rotina bagunçada é extremamente compreensível em períodos como esse de tanta instabilidade, contudo é preciso tentar mantê-la pode ajudar a levar uma vida mais saudável. Defina horários para dormir, acordar e não deixe que as refeições sejam feitas também no tempo certo. Desta forma é possível manter um controle maior sobre o que é a fome e o que é ansiedade.

7. Invista em variedades

Manter sempre as mesmas opções à mesa pode se tornar gatilho para que lanchinhos entre as refeições sejam ainda mais prazerosos e tentadores, já que as principais do dia perderam a graça. Uma boa dica de como tratar compulsão alimentar é repensar os pratos e montar um novo cardápio neste momento.

Leia também: