Aprenda como praticar ioga e afaste a ansiedade

Com algumas atividades, é possível relaxar e encontrar o equilíbrio. Aprenda como praticar ioga com um passo a passo simples e livre-se da ansiedade!

A foto mostra uma mulher sorrindo aprendendo como praticar ioga
Por Giovane Rocha - 17/05/2019

Foto: iStock.com/Getty Images

Na natureza, o estresse e a ansiedade são relacionados à sobrevivência. É através dessa emoção forte que o corpo entende que é preciso tomar uma atitude, se defender, ou até mesmo responder a estímulos cirúrgicos. No entanto, mesmo não sendo de todo o mal, tudo o que é demais, acaba desequilibrando a balança do organismo. Para que o excesso de tensão não deixe você mais para lá do que para cá você pode recorrer a terapias alternativas, como praticar ioga.

Ao trabalhar a postura, concentração e respiração, corpo e mente se unem, tornando-se mais fácil uma desconexão com o mundo exterior, abrindo espaço para o bem-estar.

“Exercitar-se desta forma traz benefícios não apenas durante aula de ioga. Esse aprendizado de si mesmo é levado para todas as situações cotidianas, nos ajudando a reconhecer os estados físicos e mentais e consequentemente nos proporcionando a oportunidade de agir de forma mais eficiente e consciente, evitando situações estressantes”, comenta o fisioterapeuta Bruno Figueiredo.

Foto: javi_indy/shutterstock

 

Veja um passo a passo de 7 posições diferentes para aprender como praticar ioga e afastar a ansiedade:

1. De quatro apoios, alinhe os joelhos e o quadril, bem como os ombros e punhos. Mantenha essa linha reta e olhe para o chão. Movimente a coluna para baixo, abrindo o peito e subindo a cabeça para olhar para frente, inspirando.

2. Sente-se em cima dos pés, pernas juntas. Desça o peito em direção às pernas, com os braços esticados e cabeça abaixada. Permaneça por 30 segundos.

3. Sente-se e flexione as pernas de modo que as solas dos pés se toquem. Nessa posição, mantenha a coluna ereta por 30 segundos, inspirando e expirando.

4. Junte pernas e pés e desça tronco, pescoço e braços, relaxando. Não é necessário fazer força para encostar as mãos no chão, apenas relaxe o tronco no limite que conseguir, inspirando e expirando. Permaneça na posição por 10 segundos. Levante o tronco devagar.

5. Em pé, deixe as pernas afastadas uma da outra e incline o corpo para o lado. Ao mesmo tempo, coloque os braços acima da cabeça e permaneça na posição por 15 segundos. Depois, faça o mesmo movimento inclinando o corpo para o outro lado.

6. Em pé com as pernas juntas, abaixe o tronco até ficar em um ângulo de 90º. Junte os braços e estique o máximo que puder. Permaneça assim por 30 segundos.

7. Em pé, deixe as pernas afastadas uma da outra. Abaixe o tronco e fique em uma posição que forme um ângulo de 90º graus. Estique os dois braços e, sem dobrá-los, encoste um deles no pé. Refaça o movimento invertendo o braço e o pé.

 

LEIA TAMBÉM:

Texto e entrevista: Giovana Sanches – Edição: Giovane Rocha

Consultoria: Bruno Figueiredo, fisioterapeuta