Como montar uma planilha financeira

Ter uma planilha com anotações sobre recebimentos e gastos ajuda a não ficar no vermelho. Saiba que itens são importantes ter nessa tabela

planilha
Foto: Shutterstock Images

Organizar as finanças pessoais é fundamental para não contrair dívidas e poder alcançar sonhos. Para isso, uma ferramenta é bastante útil: a planilha. Seja no papel ou no computador, o importante é marcar todo dinheiro que entra e o que sai.  “Com essas informações em mãos, é possível ter clareza de onde exatamente o dinheiro está sendo gasto e onde é possível fazer ajustes, cortes e readequações”, afirma a diretora comercial Carla Abreu.

planilha

Foto: Shutterstock Images

Faça sua planilha

Os itens a seguir devem conter em toda planilha financeira, seja ela mensal, semanal ou anual. Faça a sua planilha, já!

Data: Todo movimento, seja recebimento, pagamento ou gasto deve ser datado. Isso é importante para você perceber a época em que ocorre os principais gastos.

Histórico: Aqui entra a descrição do que você gastou ou recebeu. Depois que você tiver o controle completo do mês, vai ajudar na visibilidade de quanto está gastando no lazer, alimentação, etc.

Classificação: Crie um tipo de classe para cada tipo de gasto, como lazer, alimentação, vestuário, moradia, educação, etc. Se necessário, defina uma cor para cada tipo de despesa (você pode usar cores de canetas diferentes, por exemplo). Isso ajuda você a se planejar melhor e ver onde cortar gastos, se há possibilidade de mudanças, etc.

Recebimento: Todo tipo de receita deve estar nesta coluna.

Gastos: Contas e gastos diversos devem entrar aqui. No começo da reeducação financeira, até o cafezinho diário deve entrar!

Saldo: Aqui você calcula a entrada menos a saída para saber qual foi seu saldo do dia. Depois de fechado o mês, você calcula o saldo mensal com as entradas e saídas de todos os dias.

 

LEIA MAIS

 

Consultoria: Carla Abreu, diretora comercial Regional Leste da seguradora Mongeral Aegon.
Texto: Natália Negretti