Como levar o cachorro no carro em segurança?

Confira essas dicas e proteja seu pet na hora do passeio

cachorro no carro
Siga as orientações para manter a segurança do seu pet | FOTO: Shutterstock

Seja numa viagem ou num passeio pela cidade, quem tem bicho de estimação sempre vai precisar levá-lo a algum lugar. Ao colocar o cachorro no carro, porém, muitos donos não se preocupam com os métodos de segurança para o trajeto. Veja as dicas dos especialistas da Johnson Controls.

Riscos e infração

Com a falta de cuidados, o animal pode se machucar ao bater em algum objeto ou se movimentar dentro do carro, atrapalhando quem dirige. Além disso, há uma legislação no Código Brasileiro de Trânsito (CBT) que regulamenta como deve ser feito o transporte de animais dentro de veículos. Ao andar com o pet desprotegido, o motorista comete uma infração de trânsito, podendo ser multado e perder pontos na carta.

Cuidados indispensáveis com o cachorro no carro

  • Cintos de segurança: o cinto de segurança protege o pet em casos de acidentes, evitando que o animal vá para fora do veículo ou caia do banco. O acessório é encontrado em pet shops e deve ser encaixado
    no prendedor de cinto do carro e na coleira do animal.
  • Cadeirinha: as cadeirinhas para pets são similares às utilizadas para transportar bebês e crianças. Ela fica presa no cinto de segurança e deve ser colocada no banco de trás. Assim, o pet pode ir sentado ou deitado durante o trajeto.
  • Caixa de transporte: a caixa é importante para o transporte de cachorros mais medrosos por se parecer com uma casinha deixando-o mais seguro. A caixa de transporte também deve estar presa ao cinto de
    segurança para que, em caso de acidentes, ela não caia do banco.
  • Trajetos menores: o pet pode demorar um pouco para se acostumar com passeios de carro. Por isso, comece com trajetos mais leves, como passeios no bairro, até que ele se adapte.
  • Janelas abertas: andar com a cabeça para fora da janela do carro é considerada uma infração grave e causa multa. Por essa razão, não deixe as janelas totalmente abertas e trave as janelas elétricas.
  • Alimentação leve: assim como nós, o pet também pode passar mal com o movimento do carro. Por isso, antes do passeio, dê a ele uma refeição leve (pouca ração) e bastante água.
  • Brinquedos: quando a viagem é longa, é recomendável dar ao pet algo que o distraia. Nesse caso, os brinquedos preferidos do animal são uma boa opção para que eles se divirtam e sintam um cheiro familiar, acostumando-se com as mudanças de ambiente.
  • Faça paradas: em viagens é preciso parar para que o pet faça suas necessidades, beba água e se alimente. Ao dar comida ao animal, aguarde alguns minutos antes de voltar ao trajeto.
  • Temperatura: os pets podem sentir frio ou calor ao longo do passeio. Por isso, atente-se à temperatura do veículo.
  • Pet sozinho no carro: nunca deixe o animal sozinho no carro. Por mais que seja uma parada rápida, o pet pode ficar inquieto, tentar fugir ou ser roubado.

LEIA TAMBÉM: