Aprenda a fazer o pão caseiro perfeito com essas dicas da vovó

Confira esses truques simples de quem tem muita experiência na área e que irão te ajudar em todas as receitas

como fazer pão caseiro
Foto: Shutterstock

Não tem nada melhor do que um delicioso café da manhã, não é mesmo? Ainda mais, se ele for acompanhado de um pão caseiro quentinho que acabou de sair do forno. Se você quiser experimentar alguma receita em casa, não pode deixar de conferir essas dicas da vovó para conseguir um resultado perfeito.

Os pães caseiros são muito fáceis de fazer e pedem poucos ingredientes. Existem diversas variações e sabores, desde o famoso pão francês até os pães de forma, basta escolher o seu favorito e ir para a cozinha agora mesmo!

Como fazer um pão caseiro perfeito

Farinha

Esse é um dos ingredientes mais importantes da receita, no entanto, é necessário tomar cuidado para não exagerar. Nunca coloque toda a quantidade pedida na receita. Dependendo da temperatura, da umidade do dia e do tamanho dos ovos, a quantidade de farinha pode ser excessiva, tornando a massa firme e dura demais.

Quando a receita pede 1kg de farinha (aproximadamente) significa que pode ser que use no máximo 1kg para fazer a massa, enfarinhar a superfície de trabalho, abrir, enrolar, etc. Não se esqueça de peneirar os outros ingredientes secos antes de utilizá-los, desta forma, você evita a formação de grumos que podem interferir no crescimento do bolo.

Ingredientes líquidos

A margarina e os ovos devem sempre estar em temperatura ambiente para serem utilizados na receita. Assim, eles não prejudicam o crescimento da massa e dão maciez ao pão. Se você não retirou a manteiga da geladeira antecipadamente, faça o seguinte: coloque água fervente em uma tigela, aguarde 2 minutos e jogue a água fora. Vire a tigela ainda quente sobre a manteiga e aguarde um pouco que ela amolecerá sem derreter.

Para saber se o ovo está fresco, coloque-o em um copo com água. Se ele afundar, pode ser utilizado normalmente, mas, se boiar, deve ser jogado fora. Já os líquidos, como o leite e a água, em algumas receitas devem ser adicionados na temperatura morna. Mas atente-se, pois se estiverem muito quentes poderão anular a ação do fermento.

Casquinha do pão

O que deixará seu pão com aquela casquinha gostosa depende do que você usará para pincelá-lo. Para uma casquinha dourada, pincele com ovo misturado com algumas gotas de café; para uma macia, pincele com manteiga derretida, várias vezes enquanto assa; para obter uma brilhante, pincele com o ovo batido misturado com leite; e para uma casquinha crocante, pincele com água.

Hora de sovar!

Se quiser fazer o pão caseiro perfeito, não pode se esquecer dessa etapa. O segredo para ter um pão fofinho é sovar, e muito! Então, prepare os braços e mãos à massa. Mas, se a sua produção começar a aumentar, a dica é adquirir um cilindro para ajudar nessa tarefa. Sove a massa com as mãos bem secas e enfarinhadas para não errar o ponto de “desgrudar das mãos”.

Forno

Depois de sovar ou passar no cilindro, é preciso colocar a massa para crescer. Mas, para saber se ela está no ponto para ir ao forno, utilize a técnica da bolinha no copo. Para isso, pegue um pedaço de massa e modele uma bolinha. Coloque dentro de um copo de água para que ela afunde e deixe descansar. Quando a bolinha subir à superfície estará na hora de levar o pão para assar.

Em dias frios é muito demorado o crescimento dos pães. Para acelerar esse processo, cubra-os com um pano úmido e deixe crescer ao lado do forno ligado. Depois que a massa descansar, é hora de levar o pão ao forno. Este deve estar preaquecido, em temperatura média (180°C), para que o pão cresça de maneira uniforme. Se estiver muito quente, a receita pode ficar dourada por fora, mas crua por dentro.

Caso o pão doure muito rápido, termine de assar coberto com papel-alumínio, sem apertar, sempre com a parte brilhante do papel voltada para o alimento. Ao retirar o pão do forno, não deixe que ele esfrie na fôrma. Retire e coloque em uma grade para a base da massa não ficar úmida e mole. Depois de frio, embrulhe em papel-alumínio e conserve na geladeira ou coloque em sacos plásticos fechados. Para consumir, aqueça no forno ou no micro-ondas.

Leia também: