Maneiras conscientes e eficazes de ajudar no combate ao coronavírus

Saiba como doar mantimentos, dinheiro, sangue e, até mesmo, leite materno

como ajudar no coronavírus
Foto: Reprodução

Com a pandemia atingindo cada vez um número maior de pessoas ao redor do globo, muitas começaram a pensar em maneiras de contribuir para que a situação seja resolvida o quanto antes. Com o instinto de solidariedade crescendo, as buscas por como enviar amparo bateram recorde no Google e se tornaram uma das principais consultas na plataforma. Para facilitar nesse processo de saber como como ajudar no coronavírus, nós separamos algumas formas simples de auxiliar no combate à doença por meio de doações de mantimentos, dinheiro e sangue.

Saiba como ajudar no Coronavírus para um bem coletivo

Fake News

De longe, a maneira mais simples de contribuir neste momento com o mundo (e com você mesmo) é selecionando muito bem tudo aquilo que compartilha nas redes sociais. Isto porque a informação correta é uma das principais ferramentas para combater a doença e evitar que a transmissão aumente ainda mais, matando outras milhares de pessoas.

Caso tenha qualquer desconfiança em relação a uma notícia basta procurar fontes confiáveis que podem confirmar a veracidade ou não do conteúdo. O Ministério da Saúde, governos estaduais e universidades públicas estão disponibilizando canais para eliminar qualquer tipo de dúvida sobre a Covid-19.

Além disso, o EDReSO, que é um grupo de estudos sobre desinformação em redes sociais, criado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), desenvolveu uma hotline no WhatsApp para que qualquer brasileiro possa encaminhar informações sobre o coronavírus para checagem. O serviço é feito por meio do número +55 (19) 99327-8829.

Saúde Mental e atendimento psicológico

Uma das principais discussões que surgiram após a implementação da quarentena para a contenção da transmissão da doença foi em relação à saúde mental das pessoas em geral e, principalmente, daquelas que já sofriam com transtornos psicológicos.

O isolamento pode ser extremamente prejudicial para o aumento da ansiedade e da depressão, por exemplo. Assim, é importante estar sempre atento para que sintomas leves não desencadeiem crises neste momento.

Ajudar no Coronavírus saúde mental

Ilustração: Shutterstock

Uma ótima maneira para lidar com as condições durante a crise do novo coronavírus é procurar algumas iniciativas privadas que disponibilizam atendimento online e gratuito para a população. O aplicativo Bem.Care funciona em todo o território nacional e é especializado em atendimento psicológico virtual.

Por meio da campanha #CovidZero, o app está oferecendo serviços sem custos durante a pandemia. Uma outra opção é o Centro de Valorização da Vida (CVV), que fica disponível 24 horas para pessoas que precisem conversar e de ajuda psicológica. Para entrar em contato, basta dicar o número 188 ou acessar o chat. Vale ressaltar que o conteúdo das conversas é confidencial.

Sangue

Com as novas regras de isolamento, os estoques do Brasil tiveram uma redução média de 30 a 40%. O quadro é ainda mais grave em São Paulo. Desta forma, se você procura saber como ajudar no coronavírus, realizar doações de sangue é um dos pontos principais para salvar vidas.

Para evitar aglomerações, a Fundação Pró-Sangue, que é um dos cinco maiores bancos de sangue da América Latina, está organizando agendamentos  para realizar o procedimento e faz um apelo por mais doadores A(-) e B(-).

Leite materno

Assim como os de sangue, os bancos de leite materno também registraram baixa por conta da pandemia. Para reverter o quadro, a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RBLH) está disponibilizando unidades móveis em algumas regiões para as mães que não quiserem sair de casa. No entanto, por meio do site, é possível encontrar o ponto mais próximo de sua casa para realizar a doação.

Dinheiro e mantimentos

Médicos sem Fronteiras – Para quem procura enviar auxílio a nível mundial, é possível fazer doações pelo site da organização internacional a partir de R$ 38. Para quem não sabe, a MSF atua em mais de 70 países levando ajuda às regiões mais vulneráveis.

FioCruz – As doações podem ser feitas no site da instituição a partir de 30 reais para apoiar a produção de kits para diagnóstico do coronavírus.

Família apoia Família – A campanha é resultado da união de 45 ONGs que estão lutando para enviar mantimentos básicos aos mais vulneráveis. No site é possível escolher para qual das instituições quer direcionar a doação.

ONG Comunitas – 345 respiradores foram doados ao estado de São Paulo com a arrecadação de R$23,4 milhões feita pela instituição. Em sua mais nova campanha, a Comunitas procura arrecadar R$3,3 milhões para a instalação de 121 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado. A intenção é que as mesmas iniciativas aconteçam no Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. As doações são feitas por meio do site.

Fundo Emergencial para a Saúde – Criado ainda na última semana de março, o fundo é administrado pelo Idis (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social), o Movimento Bem Maior e o BSocial. As doações feitas no site do BSocial estão direcionadas ao Hospital das Clínicas, a Santa Casa de São Paulo, a ONG Comunitas e a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz, que conduz pesquisas para barrar o vírus).

Todos por Todos – A plataforma foi criada pelo Governo Federal para receber doações de empresários que querem se interessam em ofertar serviços ou produtos de forma gratuita.

Leia também: