Cérebro multitarefa: mito ou realidade?

O cérebro pode ou não ser multitarefa? Realizar muitas atividade simultaneamente e ter foco e concentração consiste num dos maiores desafios das pessoas

Cérebro multitarefa: mito ou realidade?
FOTO: Thinkstock/Getty Images

Atualmente, vivemos sob uma pressão sem precedentes. É preciso cada vez mais se acostumar a fazer o maior número de atividades com perfeição, e no menor tempo possível, principalmente se isso tudo estiver ligado a uma rotina frenética. Ir à academia, estudar, trabalhar, iniciar uma dieta, sair com os amigos, pagar as contas, se informar… Ufa! São tantos afazeres que é preciso ter muita concentração e um cérebro multitarefa para dar conta de tudo. Mas será que isso é humanamente possível?

 

Cérebro multitarefa: mito ou realidade?

FOTO: Thinkstock/Getty Images

 

Cérebro multitarefa: mito ou realidade?

Realizar muitas atividades simultaneamente, tendo um cérebro multitarefa, pode ser uma característica muito admirada. Porém, se o indivíduo não tiver o foco necessário para desenvolver cada uma dessas atividades, há uma maior probabilidade de os resultados serem insatisfatórios. “Se houver outras tarefas sendo executadas ao mesmo tempo, não é possível ter o foco direcionado. Tentar dar atenção a várias coisas ao mesmo tempo não favorece a concentração, pois ficamos ‘fragmentados’”, comenta a psicanalista Cristianne Vilaça.

A exceção fica por conta de atividades que rumam a um mesmo objetivo, como a montagem de um quebra-cabeça, por exemplo. “É uma habilidade treinável, mas que exige grande autocontrole se o objeto ou tarefa que a pessoa deve concentrar-se não desperta interesse relevante”, destaca o psicólogo Thiago Sant’Anna.

Cristianne ressalta que conseguimos prestar atenção naquilo que nos provoca afeição, seja pelos aspectos positivos ou negativos, caso contrário, dificilmente manteremos o foco. “Mas, ainda assim, é importante que cada ato seja realizado com atenção única, como se fosse a coisa mais importante naquele momento”, argumenta. Sem foco, dificilmente alcançamos algum objetivo – sendo multitarefa ou não.

Cada um no seu ritmo

A concentração é uma habilidade bastante particular a cada indivíduo. Desse modo, enquanto algumas pessoas são capazes de se concentrar com mais facilidade, mesmo em ambientes cheios de ruídos, outras não têm essa mesma sorte. Para Cristianne, isso acontece porque esses indivíduos “entendem a situação como algo que precisa ser decifrado e compreendido, e o fazem de uma forma lúdica, como uma criança que brinca e sente prazer em descobrir o brinquedo e seu funcionamento”.

A boa notícia é que essa é uma habilidade treinável – com algumas dicas e truques, o foco e a concentração podem ficar bem mais facilitados.

 

LEIA TAMBÉM:

 

Texto: Andrey Seisdedos e Vitor Manfio/Colaboradores – Edição: Victor Santos
Consultorias: Cristianne Vilaça, psicanalista; Maria Isabel Sinegaglia, musicoterapeuta no Instituto Matoba, em Osasco (SP); Thiago Sant’Anna, psicólogo.