Cardápio: saia da mesmice e inclua os alimentos a seguir na sua dieta!

Já acostumou a comer os mesmos alimentos sempre? Não sabe como inovar no cardápio? Então veja algumas dicas que você pode incluir na dieta!

Tigela de sopa de aspargos
Foto Shutterstock.com

Quando se fala em cardápio saudável, há quem torça o nariz imaginando que terá que viver à base de verduras e legumes. Na reeducação alimentar fica bem claro que não é nada disso. O objetivo é aprender a se alimentar com qualidade, fazendo substituições inteligentes, sem abrir mão do sabor. “Devemos sempre pensar em termos de reeducação alimentar e não que estamos fazendo uma dieta, pois isto sinaliza para o cérebro que quando a dieta terminar, nós vamos voltar aos velhos hábitos engordativos porque não aprendemos a comer certo. Na reeducação alimentar se aprende a escolher os alimentos corretos para um cardápio rico em saúde”, explica a nutróloga e médica ortomolecular Tamara Mazaracki. Alguns alimentos ajudam a variar o sabor do cardápio com o bônus de serem muito nutritivos. Veja a seguir algumas dicas:

 

Tigela de sopa de aspargos

Foto Shutterstock.com

Aspargo

Quer variar na salada? Vá de aspargo! O vegetal é fonte de minerais e vitaminas e ainda tem baixíssimo valor energético: 100 gramas do alimento contêm apenas 23 calorias. Prefira a versão in natura, pois em conserva apresenta algumas substâncias que fazem mal ao organismo, como o sódio.

Chá de hibisco

Chás sempre são bem-vindos no cardápio de quem quer controlar o peso. Para não enjoar, procure variar os sabores. O hibisco auxilia na redução de gorduras, na melhora da digestão e no funcionamento do intestino, e acaba com a retenção de líquidos. Ele também é fonte de antioxidantes que previnem doenças.

 

arroz preto

Foto Shutterstock.com

Arroz preto

Quem já cansou do arroz integral deve experimentar o arroz preto. A grande quantidade de fibras continua, com a vantagem de conter antocianina, uma substância antioxidante que dá a cor característica ao alimento. “Ele possui como peculiaridade um leve aroma de castanha e o sabor único. Depois de cozido, o grão fica continua com a textura macia e permanece inteiro, podendo ser usado até mesmo em saladas”, comenta a nutricionista Gabriela Marcelino.

Farinha de coco

Uma boa dica para deixar as receitas mais saudáveis é substituir a farinha de trigo refinada por versões de outros alimentos, como o coco. A fruta traz benefícios ao organismo não só in natura, mas também como óleo, açúcar, água e no preparo de pães, biscoitos e bolos na forma de farinha. Sua maior vantagem é a grande quantidade de fibras que colabora para o bom funcionamento do intestino.

Texto Redação Alto Astral 

Consultoria Gabriela Marcelino,  nutricionista; Tamara Mazaracki, nutróloga e médica ortomolecular

Leia também: