Calor excessivo: saiba como se refrescar sem prejudicar a saúde

Certos equipamentos são ótimos nos dias quentes, mas é preciso utilizá-los corretamente!

Calor excessivo: saiba como se refrescar sem prejudicar a saúde
Foto: Shutterstock

Às vezes, o calor é tanto que dá vontade de dormir dentro da geladeira, não é mesmo? Você sabe como se refrescar sem prejudicar a saúde? Com a onda de calor prevista para atingir o Brasil nos próximos dias, já devemos começar a nos preparar para as altas temperaturas. É aí que entram em cena equipamentos como ar-condicionado, ventilador e umidificador.

Não dá para negar que eles são uma ajuda e tanto para driblar o calor, mas tenha muito cuidado. Se não forem regulados e usados do jeito certo, podem causar danos, principalmente ao aparelho respiratório. O otorrinolaringologista Cícero Matsuyama dá algumas dicas para usufruir dessas tecnologias com segurança e manter-se plenamente saudável. Confira!

Dicas para se refrescar sem prejudicar a saúde

Ar-condicionado

Como se refrescar sem prejudicar a saúde? Veja dicas do especialista!
Foto: Shutterstock

Evite deixar o ar-condicionado com uma temperatura muito baixa. Para prevenir o choque térmico e se refrescar sem prejudicar a saúde, o ideal é regular o aparelho em torno de 22°C. “É importante abrir um pouco as janelas durante o uso, evitando o ressecamento do ar, melhorando a circulação e diminuindo as chances de proliferação de bactérias e fungos”, diz o médico.

Além disso, mantenha o aparelho sempre limpo. Em casa ou nos escritórios, pode-se limpar os dutos uma vez ao mês, basta utilizar água e sabão. Já em lugares mais empoeirados, higienize a cada 15 dias. Por sua vez, o ar-condicionado do carro só pode ser limpo por profissionais, já que cada modelo tem sua especificidade e necessita do desmonte das peças.

Ventilador

Como se refrescar sem prejudicar a saúde? Veja dicas do especialista!
Foto: Shutterstock

“O ventilador é mais saudável do que o ar-condicionado, principalmente porque não provoca as mudanças bruscas de temperatura tão nocivas ao corpo”, explica o especialista. Uma dica importante é evitar colocar o aparelho com o vento voltado diretamente para as pessoas. Prefira deixá-lo posicionado em direção à parede ou até mesmo no teto, apenas ajudando a circular melhor o ar.

Assim como ocorre com o ar-condicionado, a limpeza é fundamental no uso do ventilador. Nesse caso, não só o aparelho precisa ser limpo com frequência, mas também o cômodo em que for utilizá-lo. Caso contrário, ele irá movimentar todas as partículas de poeira presentes no ambiente, o que pode provocar crises alérgicas e outros problemas de saúde.

Umidificador de ar

Como se refrescar sem prejudicar a saúde? Veja dicas do especialista!
Foto: Shutterstock

O umidificador pode ser um aliado e tanto quando o clima está muito seco e também ameniza levemente as altas temperaturas. O importante é evitar deixar o aparelho ligado por muito tempo, pois ambientes úmidos demais favorecem o aparecimento de fungos. “Em climas mais brandos, o umidificador pode ficar de 2 a 3 horas ligado. Vale lembrar que a umidade permanece depois que o aparelho é desligado, basta deixar o lugar fechado”, complementa.

Para se refrescar sem prejudicar a saúde, faça a limpeza do umidificador regularmente, assim como do ar-condicionado e do ventilador!

Outras recomendações

Hidrate-se!

O uso do ar-condicionado pode provocar o ressecamento do sistema respiratório, especialmente das narinas. Por isso, é fundamental beber bastante água e lavar o nariz com soro frequentemente quando o aparelho estiver ligado. Assim, você irá manter seu organismo hidratado e minimizará as chances chances de proliferação de micro-organismos no corpo.

Bacia com água funciona?

De acordo com o Dr. Matsuyama, a superfície das bacias é muito pequena para conseguir realizar a função de umidificar o ar. Dessa maneira, o ideal para se refrescar sem prejudicar a saúde seria utilizar uma toalha molhada na cabeceira da cama.

“Um bom truque para limpar o ambiente é utilizar o vinagre. Muita gente não sabe, mas ele é um dos melhores bactericidas que as pessoas têm em casa, pois modifica o pH do ambiente, matando as bactérias”, finaliza.

Consultoria: Cícero Matsuyama, otorrinolaringologista | Texto: Rebecca Crepaldi/colaboradora | Edição: Milena Garcia e Renata Rocha

Leia também: