Cálcio, vitamina D e atividade física: trio fundamental para os ossos

Quer chegar na terceira idade com a saúde dos ossos firmes e fortes? Então conte com a ajuda de um trio poderoso: cálcio, atividade física e vitamina D.

esqueleto
Foto: iStock.com/Getty Images

Quem não quer ter uma velhice tranquila, longe das doenças e independente não é mesmo? A limitação física é o segundo maior receio dos brasileiros em relação ao envelhecimento, atrás apenas de problemas de saúde, de acordo com a pesquisa Como os Brasileiros Encaram o Envelhecimento, realizada pelo Instituto QualiBest. A boa notícia é que, apesar de atingir 10 milhões de brasileiros, a osteoporose (diminuição progressiva da massa óssea) pode ser prevenida com a ajuda do cálcio, da vitamina D e de atividade física.

 

esqueleto

Foto: iStock.com/Getty Images

 

A endocrinologista Marise Lazaretti Castro explica que o trio cálcio, vitamina D e atividade física são essenciais para ossos saudáveis . “O cálcio tem a função de tornar a estrutura óssea mais resistente, mas a vitamina D é fundamental para sua absorção no intestino e o exercício promove a fixação do mineral”, ressalta a especialista. Ela explica que a constituição do esqueleto é determinada 60% por questões genéticas e 40% pelo ambiente. A maneira como você leva sua vida influencia bastante a saúde dos ossos.

 

ilustração mostrando o osso do pé

Foto: iStock.com/Getty Images

 

Quando o assunto é consumo de alimentos fonte de cálcio, a endocrinologista alerta que os brasileiros não andam muito bem. “Em geral, as pessoas consomem a metade da quantidade necessária recomendada, que é de 800mg a 1.200mg por dia. Não temos o hábito de tomar leite nas refeições e os seus derivados, como leite e queijo, também são pouco consumidos”, aponta.

Vitamina D é vital para absorção do cálcio

A vitamina D é produzida na pele por meio da exposição solar e precisa estar em níveis normais no sangue para que o cálcio dos alimentos seja absorvido, caso contrário apenas 10% do nutriente são aproveitados, destaca Marise Lazaretti Castro. Porém, vários fatores interferem nessa produção, como estação do ano, latitude, cor da pele e idade.

“Como nem sempre é possível reforçar a dieta com lácteos e os riscos com câncer de pele e preocupação com envelhecimento são legítimos, a suplementação de cálcio e vitamina D é uma alternativa recomendada para prevenção e tratamento da osteoporose”, completa Marise.

 

Consultoria Pfizer Consumer Healthcare

Leia também: