Cafeína: conheça os efeitos colaterais de seu consumo exagerado

A cafeína pode trazer muitos benefícios ao seu corpo, mas em excesso pode lhe causar sérios problemas

Cafeína e os efeitos colaterais de seu consumo exagerado
Por Louise Demetrio - 06/05/2019

Foto: Shutterstock

A cafeína traz vários benefícios ao nosso corpo: melhora a concentração, a memória, auxilia na perda de peso e na prevenção de câncer, oferece maior disposição para a rotina e ainda está na composição de alimentos que todo mundo ama. Assim, por trazer tantos benefícios, a cafeína se tornou uma das drogas psicoativas (que age no sistema nervoso) mais usadas no mundo. Mas, como tudo que é usado em excesso passa a ser prejudicial, você precisa saber dos efeitos colaterais da cafeína.

Pesquisas indicaram que indivíduos saudáveis que não possuem sensibilidade à cafeína podem consumir no máximo 400 mg por dia! Para as mulheres é indicado apenas 300 mg. Você pode calcular esse número e saber quanto está consumindo por dia observando no rótulo das embalagens dos produtos. Quando pensamos em cafeína, uma associação direta é feita com o café. Na verdade, durante todo o nosso dia, além da bebida em si, estamos consumindo a substância em outros alimentos, como chocolate, chá, refrigerante, medicamentos, energéticos e até mesmo achocolatados.

A verdade é que a cafeína se tornou a “droga” mais querida das pessoas. Seja em uma reunião de negócios, em um bate papo com os amigos, depois das refeições, o cafezinho está lá, muitas vezes até acompanhado de um chocolate. Apesar de delicioso, é necessário saber dosar seu consumo e evitar prejuízos para o seu próprio organismo.

Confira os principais efeitos colaterais do consumo exagerado de cafeína:

1. Elevação dos batimentos cardíacos

A cafeína começa a provocar aumento dos batimentos cardíacos cerca de 10 minutos após ser ingerida, já que é estimulante do sistema nervoso central, e atingirá o seu nível mais alto na corrente sanguínea dentro de uma hora. Portanto, controle a dose!

2. Dores de cabeça

 

Mulher com dor de cabeça

Foto: Shutterstock

 

Os componentes estimulantes da cafeína te deixam mais agitado e seu raciocínio mais rápido, podendo fazer com que os receptores do cérebro fiquem sobrecarregados, causando dores de cabeça. Mais tarde, seu corpo vai criar uma tolerância a essa quantidade já ingerida e você se vê obrigado a tomar cada vez mais café, criando um ciclo vicioso.

3. Insônia

Resquícios da cafeína vão ficar em seu organismo de 4 a 6 horas após o consumo. Ou seja, se você tomar uma xícara de café poucas horas antes de dormir, seu sono não será de qualidade. Lembrando que o café não é o único alimento com cafeína, fuja de chocolate, energético e refrigerante.

4. Ansiedade

Se você não está acostumada com doses altas, a cafeína em excesso pode gerar nervosismo e ansiedade. Isso acontece de forma involuntária, como consequência da elevação de batimentos cardíacos, pressão arterial e altos níveis de adrenalina no corpo. Se você tem algum transtorno de ansiedade, evite ingerir!

6. Refluxo

 

Cafeína e os efeitos colaterais de seu consumo exagerado

Foto: Shutterstock

 

Quando ingerida em excesso, a cafeína relaxa os músculos do esôfago e do estômago e aumenta a quantidade de ácido no órgão, causando não só  azia como também refluxo. O ideal é eliminar do cardápio ou diminuir ao máximo os alimentos que contêm cafeína.

7. Diurese

Quanto mais cafeína você ingerir, mais vontade de urinar vai ter! Isso porque a cafeína é processada no fígado, estimula a circulação através dos rins e é eliminada de nosso corpo através da urina. Por isso que grandes doses de cafeína no sangue, principalmente quando combinada com atividade física, nos faz perder muita água, podendo gerar uma desidratação.

 

LEIA TAMBÉM: