Descubra se o seu CPF foi usado para pedir Auxílio Emergencial

Passo a passo de como saber se os seus dados pessoais foram utilizados para requerir o benefícios forma ilegal

cadastro do auxílio emergencial
Foto: Canaltech

Desde a solicitação do pagamento de sua primeira parcela, o cadastro do auxílio emergencial vem causando dor de cabeça para muitas pessoas que necessitam do dinheiro para compor a sua renda mensal. Não só o requerimento vem sendo negado para famílias que realmente precisam da quantia de 600 reais, como o CPF de alguns cidadãos tem sido usado indevidamente.

A fraude usa de dados pessoais de uma parcela da população, sem que qualquer um tenha conhecimento disso, para fazer a inscrição no programa e, assim, conseguir o benefício em seu nome, de forma ilegal. No entanto, é possível saber se você está sendo vítima dos criminosos consultando a página oficial da Caixa.

Passo a passo para saber se fraudaram o seu cadastro do auxílio emergencial

Passo 1

Acesse o site do Dataprev, preencha o formulário com CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Clique na caixa do captcha, para confirmar que você não é um robô. Por fim, pressione “Enviar”.

Passo 2

Você será encaminhada a uma página de consulta. Caso apareça a mensagem “Requerimento não encontrado”, isso significará que o seu CPF não foi utilizado de forma ilegal para pedir o auxílio. Na parte inferior, também constará o link para o requerimento.

Passo 3

Agora, se, ao fazer o passo 1, o site te encaminhou para uma página de resultado de solicitação, isso significará que o seu CPF foi utilizado para pedir o auxílio. Dentre as respostas que poderão aparecer são: benefício aprovado, benefício não aprovado, requerimento retido ou dados inconclusivos.

Passo 4

Caso tenha sofrido com a fraude e seus dados estejam sendo usados sem seu consentimento, denuncie no sistema Fala.Br – Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação da Controladoria Geral da União ou ligue para 121 ou 0800 7070 2003.

Leia também: