Belo elogia a ex, Vivi Araújo, e ela rebate: ‘prefiro não falar’

O pagodeiro relembrou da época em que esteve preso

Belo
Foto: Reprodução/Divulgação

Na última sexta-feira (11), no Conversa com o Bial, teve a participação do pagodeiro Belo e a mulher, Gracyanne Barbosa. O cantor agradeceu Viviane Araújo por ter estado ao seu lado enquanto esteve preso, porém a rainha do carnaval não parece ter gostado muito e logo rebateu sobre o que aconteceu: “Sinceramente, eu tenho o meu sentimento, o que eu vivi, o que eu passei, e ele tem o dele. Então eu prefiro não falar. Prefiro esquecer essa fase da minha vida”, disse para o  A Tarde É Sua, programa apresentado por Sônia Abrão.

Sou muito grato por tudo que ela passou. Por tudo que ela fez para minha vida nesse momento foi tão importante. Ela foi tão parceira, tão amiga. Sempre esteve ao meu lado em todos os momentos que eu passei naquela transição de prisão, liberação e tudo mais“, disse Belo. O pagodeiro foi condenado a seis anos de prisão por tráfico de drogas, em 2004, no Rio de Janeiro. Ele cumpriu quatro anos e, em 2010, a pena foi aliviada pela justiça.

Constantemente na mídia, Belo sempre se defendeu e disse que foi preso injustamente. Em 2011, ele engatou em um relacionamento com a sua mulher,  Gracyanne Barbosa, mas, durante uma investigação da Polícia Federal, o cantor foi acusado de fazer parte de uma máfia de contrabando, em que comprava carros de luxo para fazer lavagem de dinheiro.

Após dois anos, ele e mais sete pessoas da sua equipe foram acusados de estelionato e formação de quadrilha, assim sendo investigados pela polícia cívil por ser suspeitos de aplicar um golpe em uma empresa de transporte aéreo, que havia sido contratada para levá-los de Teresina para Recife (PE) em quatro aviões de pequeno porte. No entanto, a assessoria negou que o cantor tivesse qualquer envolvimento com a situação.

E aí, o que acharam da história envolvendo BeloViviane Araújo?