Do natural ao platinado: qual tom de loiro combina mais com você?

Escuro, bege, mel ou platinado? Descubra qual tom de loiro se ajusta melhor ao seu tom de pele e às suas madeixas e invista na transformação

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/02/2017 às 20:39
Atualizado às 11:50

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Mudar a cor dos cabelos pode ser traumático se o resultado final ficar bem longe do desejado. Para tingir ou descolorir sem medo da transformação, veja o melhor tom de loiro para o seu tipo de pele e as técnicas indicadas para cada caso. E mais: hairstylist dá dicas de como manter o dourado sempre bonito e iluminado!

mulher jovem com fios longos e platinados

Foto: Shutterstock.com

Loiro-natural e loiro-acinzentado

Indicação: são recomendados para mulheres de pele branca ou morena-clara, que são democráticos.

Contraindicação: as orientais e as negras devem evitar essas colorações, já que tendem a ressaltar a pele amarelada ou marrom.

Para chegar lá: se quiser garantir uma aparência suave, invista em luzes ou mechas. Outra opção é a tintura, que cobre os brancos.

Manutenção: se a técnica escolhida for a tintura, o retoque da raiz deve ser feito a cada dois meses. Caso opte por luzes ou mechas, a coloração exige manutenção a cada três meses.

No dia a dia: usar shampoo e condicionador para cabelos coloridos evita o ressecamento dos fios. Para potencializar a sedosidade, invista em hidratações quinzenais.

Loiro-acobreado e loiro-escuro

Indicação: combinam com todos os tons de pele, mas são indicados principalmente para as negras.

Contraindicação: tons muito avermelhados ou escuros não são recomendados para mulheres de pele branca ou rosada.

Para chegar lá: existem diferentes maneiras de mudar o visual, como tintura, tonalizante ou mechas. Escolha de acordo com o resultado que deseja.

Manutenção: “Por causa do desbotamento natural, ocorrido pela oxidação da cor, o retoque deve ser feito a cada 30 dias”, recomenda Ruben Navarro, hairstylist do Walter´s Coiffeur, do Rio de Janeiro (RJ).

No dia a dia: para evitar que a cor vá embora nas lavagens, aposte em produtos para fios coloridos. E não se esqueça de nutri-los com hidratantes capilares.

Loiro-bege e loiro-mel

Indicação: mulheres de todos os tipos de pele podem abusar desses tons. Contraindicação: o único cuidado que se deve ter é com a pele amarelada. O loiro-bege, por exemplo, é indicado quando trabalhado em degradê com outros tons de loiro.

Para chegar lá: tonalizantes são uma ótima opção para mudar o visual. Fazer mechas finas com papel-alumínio também garante um efeito fantástico.

Manutenção: em geral, faça o retoque a cada dois meses. Dependendo da cor natural do fio e do crescimento capilar, pode ser feito antes.

No dia a dia: toda semana, faça hidratações com cremes intensivos e use leave-in com protetor solar depois de lavar o cabelo.

Loiro-claro e loiro-platinado

Indicação: são ideais para peles brancas e rosadas. Contraindicação: por causa do grande contraste de cor, esses tons não devem ser usados por mulheres de pele na graduação de moreno-clara à negra.

Para chegar lá: comece a colorir fazendo luzes ou mechas fininhas. Prefira a técnica com papel-alumínio, que deixa a cor mais uniforme.

Manutenção: caso não queira que apareça raiz, retoque a cor todo mês. Se optar por luzes ou mechas, a manutenção pode ser feita a cada três meses.

No dia a dia: use produtos com pigmentação violeta para que o cabelo não fique com aspecto amarelado.

Consultoria: Ruben Navarro, hairstylist do Walter’s Coiffeur, do Rio de Janeiro (RJ)

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.