Sem pontas duplas: técnicas que acabam com o incômodo sem interferir no comprimento!

Chega de sofrência! Aposte em técnicas que exterminam as indesejadas pontas duplas mantendo o comprimento exuberante. Saiba como:

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/05/2017 às 17:49
Atualizado às 17:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A vitamina T, de tesoura, é o único remédio eficaz para acabar com as famosas pontas duplas. Para quem gosta do cabelão é difícil pensar em eliminá-las junto com o comprimento. Mas, para resolver esse problema sem comprometer o long hair, surgiram técnicas que “cortam sem cortar”. Ou seja, tiram o que está danificado do cabelo, e mantém o tamanho dos fios. Achou complicado? O hairstylist Italo Saliccio explica:

Corte bordado

O nome já diz tudo, o corte é um verdadeiro trabalho manual e deve ser feito com os fios secos e, preferencialmente, escovados. O trabalho começa na região da nuca e sobe em direção ao topo. Em cada mechinha do cabelo, o profissional posiciona a superfície capilar em cima do dedo médio e entre os dedos indicador e anelar, deslocando a mão do meio para as pontas do fio. Desse modo, as pontas duplas “pulam” da mecha e é possível exterminá-las pontualmente com a tesoura. Outra forma de realizar a técnica é enrolar cada mechinha e cortar as pontas que ficarem de fora.

Indicação: para todos os tipos de cabelo, “desde que tenha comprimento para passar as mechas entre os dedos”, alerta o hairstylist Italo Saliccio, de São Paulo.

Vantagens: zero mudanças no comprimento, melhor caimento dos fios, facilidade na escovação e mais brilho.

Manutenção: a cada 3 meses.

Valor: R$ 70 a R$ 140.

Velaterapia

Pode parecer estranho, mas o nome explica a técnica que é feita com a vela. Emprega-se o mesmo princípio do corte bordado, mas, em vez, de usar a tesoura, utiliza-se o calor da chama da vela para cauterizar as pontas duplas e danificadas. Esta técnica exige cuidado e deve ser feita apenas por um profissional. “Após a cauterização com a vela, maneja-se a tesoura para retirar a sobra de pontas duplas/danificadas”, esclarece Italo Salicccio. Depois do extermínio das indesejadas, o cabelo deve passar por um tratamento repositor de massa capilar, que contenha ingredientes ricos em queratina e lipídios para potencializar o tratamento e não deixar o fio saudável se danificar por conta do calor da vela. “Eu também sugiro, em casa, colocar açúcar no xampu para fazer um peeling nos fios”, sugere Italo.

Indicação: pode ser utilizado em qualquer tipo de cabelo com comprimento que seja possível enrolar e, principalmente, para os que passaram por processos químicos.

Vantagens: a cauterização das pontas. “As pontas danificadas atrapalham no crescimento e desenvolvimento dos fios do cabelo”, explica o hairstylist. Além disso, a técnica proporciona penteabilidade e extremidades mais bonitas.

Manutenção: a cada 3 meses.

Valor: R$ 180 a R$ 400.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Italo Saliccio, hairstylist de São Paulo

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.