O seu tipo de curtinho: conquiste madeixas cheias de personalidade!

Escolha o tipo de curtinho que mais combina com a sua personalidade e arrase com técnicas que oferecem leveza e forma ao cabelo

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/05/2017 às 18:01
Atualizado às 18:01

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A tendência dos cortes é a base reta, mas ela deve ser trabalhada com outras técnicas, pelo menos nas pontas, para oferecer um bom resultado. Conheça as mais famosas e escolha o seu tipo de curtinho!

Picotado

Usa a ponta da tesoura na base do cabelo, definindo a forma sem marcar o corte. Também chamado de grafilar, degrafilar ou “slicing”, esse tipo de acabamento “cria uma textura na linha do corte e elimina o peso das pontas sem tirar tanto o comprimento”, explica Dado Correa. A técnica pode ser aplicada em todos os tipos de cabelo, sendo mais indicada para os grossos e lisos.

Perfilado

É um degradê nas pontas, semelhante ao repicado, mas também pode ser o tipo de acabamento arredondado da lateral e da frente do rosto, desenhado com tesouras de corte laser e fio navalha, navalha ou desfiadeira. O resultado são fios com leveza e caimento. Fica bem para cabelos lisos e cacheados. Se o corte for usado em cabeleiras onduladas ou crespas, o resultado só aparecerá depois da escova.

Em camadas

Este tipo de curtinho proporciona caimento graduado em todo o comprimento ou somente nas pontas, conferindo mais movimento e controle de volume. É trabalhado com tesoura de corte reto, elevando as mechas a 90º, ou com navalha. A hairstylist Rozee Candido, de São Paulo, adverte: “Em cabelos muito ralos e finos não se faz camadas, apenas um leve desfiado”.

Desfiado

Com linhas assimétricas, essa técnica desestrutura os fios, dando leveza e reduzindo ou aumentando o volume, dependendo da técnica. Normalmente, é feito com a navalha deslizando nas mechas, mas também pode ser com a tesoura fio navalha. É indicada para cabelos de textura média ou grossa. O corte bob cut, um chanel desfiado entre a orelha e o queixo, está com tudo no inverno e promete continuar em alta no verão.

Desconectado

A técnica consiste em deixar as pontas dos fios irregulares, com diferentes tamanhos, cria textura e dá força à personalidade da mulher. Feito com tesoura desfiadeira ou navalha, o desconectado garante pontas mais finas e mechas marcadas, proporcionando um look desarrumado. Marcos Coraza, hairstylist do Gilberto Cabeleireiros, afirma que o corte aparece bem nos cabelos lisos e curtos.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Dado Correa, hairstylist de Campinas, (19) 3272-6603; Meire Carriel e Rozee Candido, hairstylists de São Paulo; Marcos Coraza, hairstylist do Gilberto Cabeleireiros, de São Paulo, (11) 3088-9811

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.