MODA & BELEZA

Tem solução: o curtinho pode ajudar a salvar seu cabelo dos danos!

Seu cabelo está prejudicado e você já não encontra mais soluções para deixá-lo bonito? Um bom curtinho pode te ajudar a recuperar a autoestima

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/10/2017 às 11:35
Atualizado às 13:40

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Química, coloração, secador… É difícil manter o cabelo totalmente saudável devido a essas e outras agressões que ele sofre. “Juntando isso aos danos da poluição, do sol, do vento, da umidade, entre outros fatores, as madeixas acabam ficando danificadas e sem vida”, explica Eliane Pavini, hairstylist do Shampoo Intercoiffure Eliane Pavini. Em alguns casos, é possível recuperar os fios sem passar a tesoura, mas, em outros, a única solução é radicalizar no corte e aderir ao curtinho. Assim, além de ajudar a cabeleira a crescer mais forte, você ainda ganha um visual novo e cheio de estilo.

Curtinho que funciona

Quanto mais longo for o cabelo, mais suscetível a danos ele é. Além disso, na maioria das vezes, os fios não são tratados corretamente no dia a dia e, por isso, acabam perdendo a vitalidade, que pode ser difícil de recuperar apenas com hidratações e reconstruções. “Os casos extremos, quando esses passos já foram seguidos e, ainda assim, as madeixas estão prejudicadas, porosas e elásticas são mais comuns do que se pensa. Nessas situações, a solução é cortar bastante, tirando ao máximo a parte lesada”, recomenda Eli Augusto, hairstylist do Studio Voyage. A dica é soltar a criatividade e apostar em curtinhos que, de acordo com o profissional, estão com tudo, como o blunt bob, pixie cut, chanel assimétrico, entre outros.

Sob medida

Se os danos concentram-se apenas nas pontas das madeixas, um bom corte pode fazer milagres e acabar com as temidas
pontas duplas. “Por esse motivo é tão importante cortar a cada dois meses, para o cabelo estar sempre renovado”, explica Eli. Portanto, se você foge da tesoura e não é muito fã do curtinho, a dica é visitar o salão regularmente. “Para as mulheres que não querem radicalizar, eu indico o long bob, midi ou corte em camadas, que vão amenizar o impacto da transformação, mas ainda assim removerão a parte danificada e devolverão o brilho aos fios”, completa o profissional.

Consultoria: Eli Augusto, hairstylist do Studio Voyage, de Santo André (SP); Eliane Pavini, hairstylist do Shampoo Intercoiffure Eliane Pavini, de Ribeirão Preto (SP)

LEIA TAMBÉM