Tintura, alisamento, luzes… Afinal, o que pode fazer na cabeleira das crianças?

Desde cedo os pequenos já querem transformar as madeixas com tintura, corte ou descoloração. Mas o que é realmente permitido para o cabelo das crianças?

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/03/2017 às 19:29
Atualizado às 11:50

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os casos de crianças que sofreram lesões devido ao uso de químicas nos fios assustam. Mas resistir aos pedidos dessa garotada também não é fácil. O que fazer nessas horas e quais os cuidados fundamentais que devemos tomar com o cabelo das crianças para não prejudicá-lo?

cabeleireira secando o cabelo de uma menina criança

Foto: iStock.com/Getty Images

Cuidados com o cabelo das crianças

A vaidade atinge meninas e meninos cada vez mais cedo. “Os alisamentos começam a ser desejados logo que as meninas passam a se sentir incomodadas com os cabelos ‘armados’. Isso já acontece a partir dos 5 anos”, comenta o hairstylist Filipo Saliba. O problema é que tanto os fios quanto a pele das crianças são mais frágeis, finos e sensíveis às químicas. “Elas podem desenvolver processos alérgicos, intoxicações e queimaduras”, revela a dermatologista Glicia Icae Rodante. Por isso, a Anvisa não recomenda a utilização de procedimentos químicos em meninas e meninos com menos de 12 anos. E não há no Brasil produtos alisantes ou de coloração feitos exclusivamente para o público infantil. As luzes são ainda menos indicadas, já que exigem descoloração, técnica muito agressiva para fios sensíveis. “Recomendamos fazer apenas a partir dos 15 anos, que é quando, também, a cor do cabelo da pessoa está finalmente definida”, complementa Filipo.

Saídas compatíveis

Dizer “não” nem sempre é fácil, mas colocar a saúde dos pequenos em risco com químicas agressivas não vale a pena, afinal, os danos poderão exigir tratamentos longos para serem revertidos. Para as meninas que desejam clarear os fios, o uso de shampoos à base de camomila pode ajudar a criar nuances suavemente mais claras. Também existem géis e sprays coloridos, específicos para o público infantil, que colorem os fios, mas são removidos na lavagem. Quando o assunto é cabeleira armada, o ideal é hidratá-la para controlar o volume excessivo. “Tratar ainda é a melhor saída”, aposta o hairstylist Sylvio Rezende.

Produtos específicos

Opte sempre por produtos para crianças. Eles apresentam uma composição mais leve, que evita possíveis irritações, principalmente nos olhos, e alergias. Além disso, diversas linhas de produtos capilares para crianças contam com shampoos e condicionadores indicados para os mais variados tipos de cabelo: claros, escuros, cacheados…

Limpinhos

Na hora de lavar, além de usar shampoo e condicionador para o tipo específico de cabelo, é importante ensinar a criança a massagear o couro cabeludo com as pontas dos dedos, fazendo movimentos circulares, para deixá-lo sempre bem limpo. Enxáguar bem também é importante, sempre usando água em temperatura morna.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Sylvio Rezende, do salão Tony by Sylvio Rezende Cabeleireiros, de São Paulo; Filipo Saliba, especialista em desenvolvimento de produtos da Doux Clair e Glicia Icae Rodante, da Sociedade Brasileira de Laser; star kids

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.