MODA & BELEZA

Alisamento: como garantir melhores resultados nos fios?

Vai fazer alisamento nos cabelos? Com pequenas ações, você evita os fios volumosos e, de quebra, oferece mais hidratação e brilho às madeixas

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 06/09/2016 às 17:52
Atualizado às 12:15

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você sabia que a temperatura da água na hora da lavagem pode influenciar no resultado do alisamento? E que a chapinha deve ser usada em diferentes ângulos para conquistar um liso perfeito? Pequenas ações são mais do que detalhes e são diretamente responsáveis pelo bom resultado do procedimento. Veja seis dicas importantes e arrase com as madeixas lisas!

mulher com alisamento nos cabelos

Foto: Shutterstock.com

1 – Fuja do formol

Proibida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) como base para alisamento, a substância ainda pode aparecer em produtos que não têm autorização do órgão, por isso, certifique-se de que o produto é legal. “Se o alisamento incomoda, provoca ressecamento das mucosas, ardência nos olhos ou dor de cabeça, é muito provável que tenha formol ou algum derivado”, explica Rodolfo Marques, tricologista e cosmetólogo, técnico da Salvatore Cosméticos. Além disso, o procedimento com formol não alisa os fios, mas sim os impermeabiliza, impedindo a entrada de água e outros nutrientes. “O processo corta a ligação de hidrogênio da fibra capilar, que é responsável por um terço da força dos cabelos”, adverte.

SAIBA MAIS

19 segredos de salão para deixar o cabelo liso

Cabelo com risca marcada é tendência!

Messy hair: aposte no estilo bagunçado e moderno!

2 – Use shampoo com pH baixo

Em geral, o processo para conquistar madeixas lisas começa com a lavagem, utilizando um shampoo antirressíduos que vai dilatar a cutícula do fio e prepará-lo para receber a química. Cada pontuação de pH aumenta em dez vezes a sua potência, por isso, um produto com pH muito alto é agressivo para os cabelos, deixando-os ressecados e danificados. “Hoje, as novas tecnologias para dilatação de cutícula trabalham com pH mais baixo, muito próximo ao neutro, que tem ação aniônica, onde temos um inchaço na fibra. É como se a cutícula fosse aberta de dentro para fora e não de fora para dentro”, sugere o especialista.

3 – Água morna potencializa o alisamento

“Água fria não vai atrapalhar o processo, mas a dilatação de cutículas é melhor aceita com água morna. Em um cabelo afro, dependendo do grau de experiência do cabeleireiro, a temperatura pode influenciar o resultado. De certa forma, a água fria enrijece a cutícula e isso é muito bom para brilho, por isso, use para finalizar um processo químico”, ensina Marques.

4 – Saiba utilizar a chapinha

Muitos alisamentos são ativados através de fonte de calor, por isso, é importante saber usar o aparelho corretamente: no sentido do nascimento dos fios, ou seja, as mechas de cima devem ser elevadas na hora de chapar e as da nuca, levadas para baixo. Para não queimar, use o aparelho inclinado próximo ao couro cabeludo. Em cabelos afro e fios virgens, pare a prancha próximo da raiz por cinco segundos. Em geral, passe o aparelho mais no comprimento do que na raiz.

Texto: Carol Ferreira/Colaboradora | Consultoria: Rodolfo Marques, tricologista e cosmetólogo, técnico da Salvatore Cosméticos