Acerte na cor! Saiba o que deve ser feito para não ficar com os cabelos no tom errado

A cor do seu cabelo diz muito sobre você, por isso é tão importante saber os cuidados necessários para deixá-los exatamente no tom que você deseja!

None
Foto: iStock.com/GettyImages

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/06/2017 às 18:13
Atualizado às 18:13

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Algumas mudanças de cor, como, por exemplo, de madeixas loiras para ruivas ou de pretas para loiras, exigem muita atenção. Por serem processos complexos, eles devem ser realizados por profissionais. Com a ajuda da hairstylist Lílian Souza, elencamos algumas transformações de cor “perigosas”e explicamos os cuidados que precisam ser tomados com elas.

Ruivo para o loiro

O primeiro passo é analisar o cabelo para descobrir há quanto tempo o tom é usado, qual a última vez em que foi colorido, com qual frequência os fios são hidratados e a que tom de loiro se quer chegar. Caso seja um loiro-platinado, pode acreditar que será um processo complicado e talvez não seja possível chegar a essa tonalidade. Há algumas técnicas que podem ser usadas, como, por exemplo, começar fazendo luzes. Geralmente, quando isso é feito, o cabelo tende ficar com um tom alaranjado. Então, use tonalidades de cinza, que vão apagar essa cor indesejada.

Preto para o loiro

Nos cabelos pretos, tudo depende de qual tom de loiro se quer chegar. Se for na base de sete ou oito (loiro-médio ou loiro-claro), é necessário fazer
uma decapagem, para, então, fazer a coloração. Se a tonalidade desejada for o loiro na base nove ou dez (loiro-muito-claro ou loiro claríssimo), deve-se fazer uma descoloração e, depois, colorir os fios.

Loiro para preto ou castanho

É preciso ter cuidado, pois, dependendo do tom de loiro em que estiverem os fios, eles podem ficar verdes. Se a cor estiver muito clara, é preciso fazer uma pré-pigmentação com uma tonalidade em cobre ou dourado. Só depois é que se pode colorir os cabelos.

Preto para castanho

Para isso, em primeiro lugar, é necessário fazer uma boa análise e verificar há quanto tempo se usa o tom de preto, qual o processo utilizado, se é tinta ou henna etc. No caso da coloração, devem ser levados em conta o tempo de uso da tinta escura e o tom de castanho esperado. 

Preto para o ruivo

No caso do tom preto, o melhor é fazer uma leve decapagem nos fios umedecidos para descarregar um pouco a cor escura. Em seguida, as madeixas são lavadas e coloridas com a tonalidade escolhida.

Loiro para o ruivo

Se for um loiro muito claro, será preciso fazer uma pré-pigmentação nos fios úmidos com um tom acobreado. Essa química pode ser feita com tinta e água morna. Depois, é só enxaguar, fazer uma secagem superficial e entrar com a coloração na cor desejada.

Texto: Talita Bollini | Consultoria: Lílian Souza, hairstylits do Quality Hair, de São Paulo (SP)

LEIA TAMBÉM