Autoconhecimento: dicas para desenvolvê-lo e ser mais feliz

Os especialistas enfatizam: felicidade é escolha. E o autoconhecimento está por trás de tudo: descubra como desenvolvê-lo e ter uma vida mais plena

Por Victor Santos - 11/12/2016
mulher feliz num campo tomando sol

FOTO: iStock.com/Getty Images

Autoconhecimento é realmente a palavra-chave para os especialistas no que diz respeito a sermos mais felizes. “A pessoa deve buscar a si mesma através de seus ideais e, sem ter medo de perseguir seus sonhos, acreditar em si mesma”, destaca a psicanalista Beatriz Breves. A seguir, destacamos os principais pontos nesse processo de se conhecer melhor.

 

autoconhecimento: mulher feliz num campo tomando sol

FOTO: iStock.com/Getty Images

A chave para o autoconhecimento

A psicanalista aponta que o sentido da vida de uma pessoa estaria intimamente relacionado à concretização de seus potenciais e talentos – sendo necessária, então, uma reflexão para saber se essas habilidades estão sendo contempladas em sua trajetória de vida. Giridhari Das, coach e instrutor de yoga, também segue esse raciocínio, e indica que que “ter um objetivo na vida provou ser um componente-chave para o bem-estar físico e psicológico”.

Além disso, ele ressalta outro ponto: por mais que isso tenha se tornado um clichê recentemente, é possível encontrar felicidade nas coisas pequenas e do dia a dia. “Felicidade é estar vivendo sua verdadeira natureza plenamente, no aqui e agora, ajustando nossa forma de pensar e agir, hábitos, dieta, estilo de vida, cultivando conhecimento e buscando aprimorar-se sempre”, resume.

Para isso, o coach esclarece que em momentos aparentemente simples do cotidiano já encontramos coisas belas. “Pode ser o prazer de uma boa noite de sono, um ‘bom dia’ especialmente agradável, um aroma prazeroso de uma padaria, um momento alegre com um amigo, com seu esposo ou filho, e muito mais”, enumera. E para isso alegrar nossa vida, é preciso escolher enxergar – e fazer um esforço extra para registrar tudo. “Ao absorver momentos positivos, você se torna mais positivo. Por se tornar mais positivo, você absorve mais momentos positivos”, conclui.

Afinal, como enfatiza a psicóloga Cristianne Vilaça, a felicidade está justamente relacionada ao modo como vivemos o dia a dia e nos relacionamos com as pessoas, “pois tal relacionamento está diretamente ligado ao modo como nos sentimos com nós mesmos”.

 

 

LEIA TAMBÉM

 

 

Consultorias: Beatriz Breves, psicóloga, psicanalista, autora e presidente da Ciência do Sentir; Cristianne Vilaça, psicóloga-analista junguiana; Giridhari Das, coach, palestrante, autor e instrutor no campo da autoajuda, autorrealização em yoga e consciência de Krishna; Maura de Albanesi, psicoterapeuta.