Aumento dos casos de bronquiolite em crianças preocupa especialistas!

O meio do ano é marcado pelo aumento dos casos de bronquiolite, devido ao tempo seco e frio. Saiba como identificar os sintomas dessa doença e fique atento, principalmente com as crianças!

Saiba por que ocorre aumento dos casos de bronquiolite!
Crianças são as principais atingidas pela bronquiolite. FOTO: GettyPremium.com

A chegada do outono traz consigo o tempo mais frio e seco. É nesse período, entre os meses de março e junho, que acontece o ápice das doenças virais. Um dos principais grupos atingidos são as crianças, devido a época do ano marcada pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR), responsável pelo aumento dos casos de bronquiolite. Segundo a pediatra da Clínica Soulleve, Tatiana Russo, além dessa doença, o VSR pode causas pneumonia em bebês e crianças pequenas, principalmente em menores de 1 ano.

Sintomas

Criança menina e loira deitada na cama assoando o nariz.

No início, a bronquiolite pode ser confundida com um resfriado comum. FOTO: GettyPremium.com

Quando contaminada, a pessoa apresenta, de início, sintomas de um resfriado comum, mas progride rapidamente. E é aí que fica preocupante, pois ao longo de 2 a 3 dias é possível que a criança desenvolva uma inflamação nas vias aéreas (bronquíolos). “Essa inflamação leva a obstrução da via aérea por edema, necrose e aumento da produção de muco e broncoespasmo. Por isso, a respiração fica mais difícil e sintomas como chiado no peito, aumento da tosse e dificuldade para mamar podem aparecer”, alerta a especialista.

Prevenção

Médico japonês examinando criança. O bebê está chorando no colo da mãe.

Ao perceber qualquer sintoma, procure um pediatra imediatamente! FOTO: Shutterstock.com

A pediatra explica que, para prevenir o contágio, é recomendado que os pais evitem o contato dos pequenos com adultos que possuam sintomas de gripe ou resfriado e prefiram lugares calmos, com pouco números de pessoas. Além disso, o diagnóstico da doença é essencialmente clínico e normalmente exames adicionais não são indicados, por isso, caso os pais percebam alguns dos sintomas, é imprescindível buscar atendimento médico.

Tratamento

Menina com olhos azuis, olhando para cima, com o respirador da inalação.

A inalação é uma das formas de tratamento da bronquiolite. FOTO: GettyPremium.com

Para o tratamento, é essencial manter a criança hidratada, fazer inalação com soro fisiológico e lavagem nasal. Essa última medida deve ser feita inúmeras vezes ao dia, pois os bebês respiram predominantemente pelo nariz, piorando o cansaço. Se as vias respiratórias estiverem obstruídas pode levar secundariamente à otite, principal complicação da bronquiolite.

Além disso, é importante destacar que se houver algum sinal de alerta como irritabilidade excessiva, diminuição da urina, baixa ingestão de líquidos, sinais de cansaço ou dúvida quanto ao estado geral da criança, o médico deverá ser consultado.

Edição de texto: Rebecca Crepaldi/Colaboradora | Consultoria: Tatiana Russo, pediatra da Clínica Soulleve

LEIA TAMBÉM: