Dieta sem sofrimento: 6 atitudes simples para adotar no dia a dia

Consumir alimentos caseiros, vegetais crus e usar temperos naturais para diminuir a quantidade de sal podem contribuir para uma dieta sem sofrimento!

comida caseira cortar alimentos dieta sem sofrimento
Foto: Reprodução/Pixabay

Você gosta de fazer dieta? Provavelmente, a resposta de muitas pessoas será não. Muitas vezes, a dieta se torna tão difícil pelos sacrifícios que a acompanham. Mesmo assim, existem atitudes simples que podem gerar efeitos muito positivos na sua rotina. Confira e experimente as dicas para uma dieta sem sofrimento e para começar sua reeducação alimentar!

• Atenção em cada compra: crie o hábito de fazer compras em mercados, feiras e outros locais que tenham variedade de alimentos frescos, deixando de lado os produtos prontos para o consumo;

• Consumo consciente: evite ingerir refrigerantes e bebidas alcoólicas, dando preferência a água e sucos de frutas naturais, sem adicionar açúcar;

• Alimentação caseira: prefira produtos naturais e refeições preparadas em casa, facilitando o controle da quantidade de sódio, gordura e dos nutrientes consumidos;

comida caseira cortar alimentos dieta sem sofrimento

Para uma dieta sem sofrimento, passos simples, como comer comida caseira, podem te ajudar a mudar os hábitos alimentares! (Foto: Reprodução/Pixabay)

• Ajuda natural: use e abuse dos temperos naturais durante a preparação de alimentos, como cheiro-verde, alho, cebola e ervas aromáticas, sem se esquecer de diminuir a quantidade de sal;

• Pense verde: antes de almoçar e jantar, coma uma salada de vegetais crus. Por serem ricos em fibras, eles aumentam a sensação de saciedade e diminuem e vontade de comer demais também facilitam a digestão e auxiliam na eliminação de gorduras e toxinas presentes no organismo;

• Cuide do seu intestino: a ingestão de fibras favorece o bom funcionamento do órgão, que é responsável pela produção de 80% da serotonina do nosso corpo, hormônio responsável, entre outras funções, pela regulação do sono, do humor e do apetite.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Alto Astral  | Edição: Érika Alfaro