Aprendizado: veja algumas dicas de como aprender mais fácil!

A dificuldade existe, mas é possível aprender sem sofrer tanto com isso. Confira alguns métodos e algumas técnicas que vão facilitar o aprendizado.

Colegas, estudando, felizes, sorrindo, sentados
Foto Shutterstock.com

Quantas vezes você rezou ou desejou não sofrer tanto para aprender o conteúdo daquela prova de ciências? Sem falar nas inúmeras ocasiões em que decretou impossível entender aquelas regras de concordância ou as fórmulas de matemática.
Todas essas informações precisam mesmo ser aprendidas, pois são úteis ao longo da vida – mesmo que hoje você jure que jamais vai precisar saber sobre elas. Porém, nem tudo está perdido: existem técnicas que facilitam o aprendizado. Veja!

Colegas, estudando, felizes, sorrindo, sentados

Foto Shutterstock.com

Tipo papagaio

Quando você estiver diante de uma nova informação, vale apostar num processo que não exige muito, tornando-se eficaz e pouco cansativo: a repetição. É que, a partir do momento em que você repete determinado assunto, fica mais fácil se lembrar depois de um tempo. É possível fazer um paralelo entre esportes e estudos: imagine um atleta que faz o mesmo treino várias e várias vezes. Depois de certo período, é mais fácil realizar aquela atividade. Ou seja, com o cérebro vale a mesma regra de repetir para aprender.

Imagem vale mais que mil palavras

Já pensou em estudar podendo contar com o apoio de figuras e ilustrações, ao invés de apenas textos? Segundo uma pesquisa publicada no Business Communication Quarterly, além de mais divertido, esse método também traz melhores resultados. Um professor da escola de negócios da Universidade de Oklahoma permitiu que seus alunos usassem materiais ilustrados durante as aulas. E aqueles que tiveram acesso a mais coisas que somente os livros tiveram melhor desempenho.

Aprendizado à mesa!

“Saco vazio não para em pé!”. Quem nunca ouviu esse ditado? Além de serem superimportantes para a saúde do organismo por oferecerem diversos nutrientes, os alimentos também ajudam na concentração, já que contêm proteínas – que são fundamentais para a criatividade e a atenção. “Os carboidratos são fontes de energia que auxiliam no aprendizado, portanto as pessoas desnutridas ou com carência alimentar possuem dificuldades de assimilação”, conta a nutricionista Vanessa Minossi.

Acredite

De nada adianta procurar dicas e maneiras de aprender mais rápido se você não acreditar em si mesmo. “Quando pensamos, representamos o que vemos, ouvimos e sentimos através de palavras (diálogo interno e externo). E as palavras produzem emoções, ideias e atitudes”, explica Marcos Sousa, consultor, palestrante e diretor da Superação Treinamentos e Consultoria. Ou seja, estudar é essencial, mas pensar positivo e crer que é possível aprender o que deseja auxilia nos bons resultados.

mulher escrevendo em um caderno

Foto Shutterstock.com

 

Fácil de lembrar

Uma técnica relativamente simples que ajuda na hora de estudar é fazer siglas daquilo que você precisa lembrar. Por exemplo? Suponha que você precisa saber o nome dos três estados da região Sul do Brasil. Então, é só pegar a primeira letra de cada palavra e memorizar, o que seria RSP – referentes à Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Simples, não é? Só não vale abusar das siglas e não conseguir relacioná-las com as palavras, hein!

À moda antiga

Para assimilar com maior facilidade aquilo que precisa estudar, procure fazer pequenos rascunhos, resumindo o que deseja aprender. Mas fique atento: faça isso à mão, sem a ajuda de computador ou algo eletrônico. É que quando escrevemos, fica mais fácil reter o conteúdo.

Saiba mais: 

Ansiedade e depressão podem afetar a concentração

Mente e corpo: uma relação saudável!

7 dicas para melhorar o rendimento dos estudos em casa

Consultoria Vanessa Minossi, nutricionista; Marcos Sousa, consultor, palestrante e diretor da Superação Treinamentos e Consultoria;