Aprenda com os gênios: Albert Einstein

Já imaginou ter o mesmo rendimento mental do físico alemão Albert Einstein? Veja 4 dicas inspiradas no gênio para aumentar o potencial do seu cérebro

cerebro-einstein
FOTO:

Considerado um dos pais da ciência moderna, Albert Einstein foi o autor de contribuições que mudaram os conceitos de espaço, tempo e realidade. Ele também teve ideias que influenciaram a física como um todo, desde as noções de átomos até a cosmologia. Entre suas descobertas, estão a relatividade restrita, que não foi utilizada na época, mas hoje é importante para tecnologias como satélites e GPS. Além da relatividade geral, conceito que ocupou o lugar da teoria da gravidade, de Isaac Newton.

De família judaica, nascido na Alemanha, o cientista deixou o país aos 17 anos, porque não concordava com a linha militarista que estava à frente do governo do país.

cerebro-einstein

FOTO: arte sobre imagens de Arthur Sasse e Shutterstock Images

Einstein se dedicava também à defesa da ideia de que a ciência deveria ser utilizada para fins pacíficos e a criação de um controle mundial sobre o uso da energia atômica.

Após a sua morte, em 1955, seu cérebro foi dividido e doado para pesquisa, para que descobrissem por que o cientista era tão inteligente. As razões ainda não foram encontradas, mas algumas dicas podem ser seguidas para que você estimule o seu cérebro e se aproxime da genialidade de Einstein.

4 dicas inspiradas em Albert Einstein!

1. Visualize seus problemas.
O cientista traduzia em imagens visuais, na linguagem matemática, os problemas com os quais trabalhava. Se você estiver tentando memorizar uma lista de compras, por exemplo, imagine o caminho que precisará fazer dentro do mercado para encontrar cada item. Trabalhando com imagens, fica mais fácil de lembrar tudo o que precisa.

2. Dê asas à imaginação.
Para Einstein, a imaginação era mais importante do que o conhecimento. Uma vez que, para desenvolver um projeto, é preciso ter boas ideias antes.

3. Confie em sua intuição
Para dar continuidade a seus projetos, o cientista precisava confiar em seus pensamentos. Portanto, tenha fé em suas ideias e comece a colocá-las em prática!

4. Repense os problemas não resolvidos.
Einstein defendia que, se você não resolveu um contratempo de primeira, é preciso mudar a forma de encará-lo. Não tenha medo de deixar para trás as ideias antigas, que não funcionam mais.

 

Leia também!

Aprenda com os gênios: Leonardo Da Vinci

Aprenda com os gênios: Steve Jobs

Veja 10 dicas para exercitar seu cérebro!

Como a música afeta seu cérebro

Seu cérebro também “curte” as redes sociais!

Texto: Karina Alonso/Colaboradora – Edição: Giovane Rocha/Colaborador