Anvisa proíbe venda de quatro alisantes de cabelo com altos índices de formol

Saiba se o produto que você usa para alisar o cabelo está nessa lista

alisantes de cabelo
Foto: Shutterstock

Nesta segunda (19) a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou uma lista de alisantes de cabelo que estão proibidos de ser comercializados.  De acordo com a análise, a quantidade de formol encontrada nos produtos está fora dos limites permitidos pela legislação.

Os lotes da Maxxdonna Profissional Matutinha Máscara 02 Redutora de Volume, fabricado pela G.A.M, foram interditados pela Anvisa, já que contêm altos índices de formol.

Os lotes da 2 Step Ingel Maxx Premium Forever Liss Professional, fabricados até 31/10/2017 também entraram na lista dos alisantes de cabelo proibidos. O produto é fabricado pela empresa ITC Cosméticos.

O lote 054 Forever Liss Botox, feito pela marca Aguss Indústria e Comércio de Cosméticos LTDA-ME, também foi bloqueado pelo Vigilância Sanitária.

Por fim, foram encontrados níveis de formol irregulares no lote 5444 Bio Amazônica – Argila Terapia, que é feito pela Embratec Envaso LTDA.

O alisante Royal Power Organic Protein Naturalle, elaborado pela empresa Naturallmix Cosméticos Ltda, também foi suspenso pela Anvisa por não solicitar o registro no prazo determinado.

Conhecido por ser uma substância cancerígena, o formol acarreta sérios problemas de saúde nos cabeleireiros e nos clientes. De acordo com a Anvisa, o limite de concentração de formol permitido nos alisantes de cabelo é de 0,2 %.

Agora que você já sabe quais alisantes de cabelo estão proibidos, que tal aprender quais são as 10 coisas que prejudicam o cabelo?

LEIA TAMBÉM: