Ansiedade engorda? Saiba por que isso pode acontecer!

Comer acalma e causa sensação momentânea de bem-estar. A comida preenche simbolicamente o vazio emocional, por isso, a ansiedade pode engordar.

mulher-geladeira-doces-comer-ansiedade
Foto: Shutterstock

Fazer dieta para emagrecer exige muita disciplina. É preciso prestar atenção tanto na quantidade quanto na qualidade do que se coloca no prato. E há quem consiga manter o total controle durante as refeições mas, em situações estressantes, acaba se rendendo a um doce (ou a muitos doces). “Comer acalma, causa sensação momentânea de bem-estar. A comida preenche simbolicamente o vazio emocional”, explica a psicóloga Cecília Zylberstajn. Portanto, para obter resultados eficientes quando o objetivo é emagrecer, estar bem consigo mesmo é medida fundamental. Para afastar sentimentos ruins como nervosismo e ansiedade, vale desde praticar atividades relaxantes até consultar um psicólogo.

 

mulher-geladeira-doces-comer-ansiedade

Foto: Shutterstock

 

Comer é uma fuga

“É importante estar em contato com os sentimentos para não recorrer a subterfúgios como a comida”, avisa a psicóloga. Não adianta fugir dos problemas, pois essa tentativa pode resultar em deslizes na dieta para aqueles que costumam descontar as sensações ruins na comida. E, geralmente, só o exagero serve para aliviar a ansiedade: assim, o pequeno deslize se transforma em uma caixa inteira de bombons devorada. Encarando os problemas, é mais fácil encontrar a solução. “Técnicas de relaxamento ensinam o corpo e a mente a entrarem num estado de atenção plena, mais lento e tranquilo. A psicoterapia pode ensinar a controlar a ansiedade, investigar suas raízes e propor formas mais adequadas e menos danosas de lidar com os problemas”, explica.

 

mulher-sentada-restaurante-prato-doce

Foto: Shutterstock

 

Para relaxar

Ioga, massagens, leituras: vale tentar a atividade que mais lhe dê prazer para afastar a ansiedade. Praticar exercícios físicos aeróbicos (caminhar, correr, nadar, dançar…) é uma boa medida, já que estimulam a liberação de serotonina e endorfina, dois hormônios que promovem sensação de bem-estar. Pode apostar também em alguns alimentos para relaxar. Chá de folhas de maracujá ou de erva-cidreira, grão-de-bico, sementes de girassol e cereais integrais possuem propriedades calmantes.

 

Texto Redação Alto Astral

Consultoria Cecília Zylberstajn, psicóloga

 

LEIA TAMBÉM: