Muita ansiedade pode desencadear problemas pelo corpo

Assim como todo o corpo, a ansiedade também pode afetar a pele e causar algumas doenças cutâneas, como erupções e coceira constante.

ansiedade sintomas
FOTO: iStock.com/Getty Images

A cada dia, novas pesquisas comprovam que o transtorno de ansiedade generalizada tem ligação com outros distúrbios mentais. No entanto, o sinal de alerta despertado pelo distúrbio também faz com que o mecanismo do corpo se altere, resultando em alterações físicas.

Cérebro em alerta

Quando um quadro de ansiedade se instala, doenças psicossomáticas, isto é, ligadas ao mesmo tempo ao corpo e à mente, se manifestam das mais diversas formas. Elas surgem quando a região do hipotálamo no cérebro tem seu funcionamento alterado devido a emoções fortes, como a ansiedade.

Isso implica diretamente no trabalho da hipófise, uma glândula ligada ao hipotálamo e responsável por produzir hormônios que controlam várias funções do organismo. “O nível de estresse e ansiedade reflete e se expressa em nossa aparência física devido a toda a mudança do sistema hormonal, que passa a ser abalado com o transtorno de ansiedade”, afirma a psicóloga Maura de Albanesi.

Sentindo a ansiedade no corpo

ansiedade sintomas

FOTO: iStock.com/Getty Images

Pequenos ferimentos, coceira generalizada, falhas no couro cabeludo, entre outros sinais, podem indicar uma automanipulação de um indivíduo com transtorno de ansiedade. “Estima-se que 40% dos pacientes que procuram um dermatologista têm algum problema emocional. Além da relação com doenças psíquicas mais graves, os problemas emocionais também estão associados às dermatoses mais comuns, como vitiligo e psoríase”, afirma a dermatologista Deusita Fernandes Gandia Soares.

Gastrite e úlceras

Não é difícil encontrar alguém que basta ficar um pouco nervoso ou ansioso para começar a sentir fortes dores no estômago. Este é um caso de gastrite nervosa que, se não tratada, pode evoluir para uma úlcera. Azia, enjoo e sensação de peso na barriga são sinais da elevação da quantidade de ácido clorídrico produzido pelo estômago, que passa a corroer a parede do órgão. Isso se dá devido ao alto nível de estresse que o cérebro identifica como perigo.

 

Veja mais:

Como a ansiedade se reflete no corpo humano

5 dicas para controlar a sua ansiedade

Novas técnicas para tratar ansiedade e depressão

 

Consultorias: Deusita Fernandes Gandia Soares, dermatologista e professora de medicina da Unoeste, em Presidente Prudente (SP); Maura de Albanesi, psicóloga especializada em psicoterapia corporal, terapia de vivências passadas (TVP), terapia artística, psicoterapia transpessoal e formação biográfica antroposófica.

Texto e entrevistas: Natália Negretti – Edição: Augusto Biason/Colaborador