Tantra: o que é a prática que promete sexo com mais prazer

Conheça os princípios básicos do sexo tântrico, experiência que pode garantir orgasmos mais intensos e duradouros

O casal pode transar durante horas com o sexo tântrico
O casal pode transar durante horas com o sexo tântrico - Shutterstock

por Heloísa Noronha
Publicado em 27/11/2021 às 22:00
Atualizado às 22:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você já deve ter ouvido falar em sexo tântrico, certo? A prática, que promete orgasmos mais intensos e duradouros para o casal, de fato aguça bastante a curiosidade das pessoas. Mas, afinal de contas, o que é tantra, onde ele surgiu e, principalmente, é verdade que ele proporciona mesmo muito prazer? Alto Astral conversou com especialistas para responder essas e outras dúvidas. Confira!

O que é Tantra?
É uma filosofia indiana que tem como princípio o autoconhecimento e o conhecimento do outro. O nome vem do verbo sânscrito "tantori", que significa "atingir o êxtase". O sexo tem um contexto mais espiritualizado, por isso sua duração é maior. Aliás, os praticante preferem falar "união sexual" em vez de simplesmente "sexo", porque os parceiros se conectam não só fisicamente, mas energeticamente e espiritualmente na vivência. No entanto, no Ocidente a prática ficou mesmo conhecida como sexo tântrico.

O sexo tântrico precisa ser demorado?
Sim, para maior conexão entre o casal. Experts costumam levar no mínimo quatro horas para uma experiência de qualidade. O segredo para isso é que o tesão costuma ser mantido até o limite várias vezes, ou seja, quando o clímax se aproxima, o casal diminui o ritmo das carícias para retomá-lo depois. O orgasmo não é a principal finalidade, o mais relevante é o caminho que conduz a ele.

Quais técnicas ou carícias fazem parte do Tantra?
Massagens no par (um de cada vez e simultaneamente), olhos nos olhos, toques lentos e suaves. A penetração fica para o final. Existem 5 posições tidas como básicas, sendo que em 3 delas a mulher fica por cima do homem. A ideia é tocar num ponto conhecido como Svadhisthana Chackra (que conhecemos como ponto G).

Por que dizem que o clímax é poderoso?
Porque a excitação vai acontecendo num ritmo crescente, mas regular, e a exploração do corpo um do outro ajuda a aumentar o vínculo, a cumplicidade e a intimidade. Os sentidos também ficam aguçados e o casal ajusta a respiração para se conectar melhor.

O ambiente é importante para o Tantra?
Sim, seja no chão forrado de edredons ou na cama arrumada com lençóis limpos e macios, o cenário é um ponto crucial. Tapeçarias, cortinas, óleos aromáticos, velas e imagens de Shiva e Ganesha costumam fazer parte da ambientação. Cores também são primordiais, em especial o vermelho e o laranja, estimulantes. O local também pode ter plantas, flores e música.

Fontes: Deva Geeta, terapeuta tântrica, de São Paulo (SP); Juliana Bonetti Simão, psicóloga especializada em sexualidade, de São Paulo (SP), e Tiago Brumatti, terapeuta tântrico e diretor do Paraíso Tantra - Centro Especializado em Massagem Tântrica, em São Paulo (SP).

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.