Guia do primeiro vibrador: o que saber antes de comprar?

A sexóloga Tatiana Presser dá dicas sobre como escolher o melhor modelo e como usar o brinquedo erótico

Saiba os detalhes antes de comprar um vibrador
Saiba os detalhes antes de comprar um vibrador - Shutterstock

por Julia Natulini
Publicado em 03/12/2021 às 22:00
Atualizado às 22:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O vibrador pode, sim, ser o melhor amigo de uma mulher. Afinal de contas, além de proporcionar prazer ainda ajuda a conhecer o próprio corpo e o que dá prazer. Se você nunca usou um, mas morre vontade de experimentar, saiba o que levar em consideração na hora de escolher um modelo para chamar de seu. A psicóloga e sexóloga Tatiana Presser oferece 6 sugestões incríveis que podem ajudar nesse momento; confira!

1) Existem dois tipos mais comuns: o clitoriano, utilizado no clitóris, e o indicado para penetração vaginal. Há, claro, versões mais hi-tech com as duas funções, opções com curvatura para atingir o ponto G e outros que podem ser usados com o parceiro. Mas, para iniciantes, os mais indicados são mesmo o clitoriano e o vaginal simples.

2) Alguns cuidados são essenciais durante o uso: não se pode usar o brinquedo com muita força, pois ele pode causar feridas, principalmente quando a mulher opta por usar o vibrador anal na vagina. Aliás, nesse caso é importante higienizar o brinquedo antes, para evitar contaminação. Quem quiser, pode adotar ainda um lubrificante à base de água para tornar o atrito mais confortável.

3) E outros cuidados são essenciais após o uso: o vibrador precisa ser higienizado com sabonete íntimo apropriado, com o objetivo de não reduzir o pH da vagina e claro, manter a mucosa local intacta. Nunca use álcool, pois pode danificar o material. Seque bem e guarde-o numa caixa ou em uma gaveta, envolto por um lenço. 

4) Atente-se ao material e ao modelo: o material queridinho das mulheres é o silicone, por ser macio, hipoalergênico e seguro. Sobre os modelos, há opções com pilha e com bateria recarregável. Se você pensa em brincar com o seu durante o banho, preste atenção se o vibrador escolhido é à prova d’água. Há aparelhos com múltiplos ritmos e vibrações: o ideal é começar com poucos, para ir se acostumando.

5) Existem diferentes faixas de preço: os bullets, uma cápsula vibratória diminuta própria para o clitóris, custa a partir de R$ 19 reais e já atende bem ao objetivo de proporcionar prazer. No mais, o céu é o limite! Cores, modelos, materiais, tamanhos, procedências e funções são os fatores que envolvem as diferenças de preço, mas, em geral, há modelos ótimos por volta dos R$ 100 reais.

6) Foque unicamente no seu prazer: esqueça crenças limitantes, tabus, receios sobre “o que os outros vão pensar”. A masturbação é algo normal na natureza humana e, para as mulheres, ajuda a conhecer melhor o próprio corpo, a identificar pontos sensíveis e a se apropriar do próprio prazer. Se joga!

Fonte: Tatiana Presser, psicóloga e sexóloga.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.