Amor acabou? 4 indicadores que o seu relacionamento chegou ao fim

O amor acabou? 4 indicadores que o seu relacionamento chegou ao fim

Saiba quais são os sinais que evidenciam o desgaste e a melhor atitude a ser tomada

amor acabou
Foto: Pinterest

Um dia, conhecemos alguém, nos apaixonamos e, se tudo continuar bem, essa pessoa se torna nossa companheira. Com o passar do tempo, porém, aquele frio na barriga e as famosas borboletas no estômago podem desaparecer e, a partir daí começamos a  enfrentar um ser real, com várias manias e defeitos, como nós. As brigas aumentam e a situação ameaça se tornar insustentável. O amor acabou?

Eis que, aparentemente, chegou a hora de materializar o problema, tirá-lo da cabeça, concentrar na sua solução e apresentar um aviso de despejo para o que te incomoda. O sexólogo Mauricio Strugo explica que os laços humanos são complexos “porque são formados por pessoas com histórias diferentes e maneiras diferentes de ser e estar em um relacionamento“.

Segundo o especialista, o problema surge quando se pensa como se constitui “um casal normal”. “Cada pessoa em cada deve prestar atenção em sua experiência e sentimentos para verificar como estamos com o outro. Veja se o parceiro está atendendo às nossas expectativas, se é necessário fazer ajustes ou encerrar o relacionamento se isso nos causar sofrimento”, explica Mauricio.

A frase “cada casal é um mundo” não parece mais tão ilógico e, embora cada situação seja específica, os profissionais concordam que é muito provável que qualquer casal que comece a relação com problemas, discussões e discordâncias excessivas não tenha um bom prognóstico. Por outro lado, um casal que pode fluir para comunicar suas diferenças e se complementar como parceiros constituirá uma base para enfrentar as dificuldades que surgirem.

Os primeiros sinais que o amor acabou

É necessário saber que o começo da relação nos fará idealizar o outro, e para a expectativa de querer ser um casal, vemos isso com muito pouca objetividade. Quando o tempo passa e descobrimos o que não gostamos no nosso parceiro, é hora de avaliar o que é bom e o que é ruim para ver se vamos para o próximo nível. Nos casais jovens, “apaixonar-se” ocorre com mais intensidade, mas à medida que crescemos em idade e experiência, geralmente dura menos tempo e não é tão intenso“, diz Strugo.

Quando conhecemos alguém, geralmente tentamos mostrar nosso melhor lado para agradar o outro. Isso é natural, mas o risco é mostrar uma personalidade que não é real ou muito forçada. É por isso que, é claro, é melhor ser autêntico e nos escolher de quem realmente somos.

Fazemos o possível para mostrar o que o outro deseja ver, e não quem realmente somos. “Especulamos e seduzimos, mas às vezes exageramos. Não queremos que o outro nos conheça? A ideia é nos escolher de verdade ou comprar algo que não é real?“, comenta o profissional.

Resultado de imagem para broken heart gif

4 fatores que indicam que seu relacionamento chegou ao fim

Alguns sintomas começam lentamente e pioram com o passar do tempo. Quanto mais cedo eles forem considerados, maior a probabilidade de remediar a situação.

1. Problemas que nem todo mundo tem

Começamos a ter consciência de que nosso parceiro tem problemas sérios que são sustentados ao longo do tempo e estão piorando.

2. “Sobre o que vou falar se nada muda?”

Um ou ambos começam a parar de falar. O diálogo começa a se perder como uma ferramenta para resolver os problemas de relacionamento.

3. Cada um do seu lado

Fazer muitas coisas sozinhos, cada um de cada lado. Embora como um casal você não precise fazer tudo junto, em relacionamentos com problemas isso acontece demais. Um sinal de que o amor acabou!

4. Sentindo-se sozinho, apesar de estar juntos

Podemos dormir todas as noites com uma pessoa na mesma cama e senti-la a quilômetros de distância.

Todos os casais têm um contrato implícito que é “assinado” no início, mas com o tempo cada um precisa de coisas diferentes e o vínculo precisa ser reinventado várias vezes ao longo de sua história. Se o casal tem essa capacidade, o prognóstico é bom. Caso não, o amor acabou!“, explica Mauricio.

Os finalmente

Caso perceba que não dá mais para ficar junto, tente encontrar uma separação “civilizada”, especialmente se tiver filhos em comum, porque o casal continuará sendo pai apesar do fim do relacionamento. “Ser capaz de chegar a um acordo dependerá da habilidade de aceitação que cada um tem, uma situação que nem sempre é a mesma, nem dura os mesmos tempos, pois é um processo psicológico que cada pessoa realiza como pode“.

Continuar na relação por comodismo ou obrigação prejudicará o amor que resta. “Colocar um ponto final em algo que não vai muito bem exige coragem. O pior é aceitar a frustração que não conseguimos. Após a raiva, o reconhecimento aparecerá e, junto com ela, a tristeza, que no longo prazo nos fará ficar com o que o relacionamento nos deixou como aprendizado, além de poder olhar para nossos erros e melhorar para nós mesmos e para a próxima tentativa“, finaliza o especialista.

Leia também: