Alimentação saudável na infância: ajude os pequenos a comerem bem!

Convencer as crianças a experimentarem alimentos diferentes, como frutas e verduras, pode ser uma tarefa árdua para diversos pais. Descubra como mudar essa situação com nossas dicas!

Saiba como fazer seu filho ter uma alimentação saudável na infância. FOTO:
Por Michele Custódio - 11/10/2018

Saiba como fazer seu filho ter uma alimentação saudável na infância. FOTO: Shutterstock

Dietas variadas e persistência na exposição de lactentes e crianças a alimentos saudáveis, mesmo quando elas não gostam deles, são fundamentais para bons comportamentos alimentares, concluiu um novo estudo, que faz uma vasta revisão sobre hábitos alimentares. Publicado em 20 de dezembro de 2017, no Obesity Reviews, o estudo tem como autora principal Stephanie Anzman-Frasca, professora assistente do Departamento de Pediatria da Universidade de Buffalo, EUA. Segundo a autora, o objetivo era revisar a literatura, a fim de fazer recomendações aos pais e cuidadores sobre como incentivar a alimentação saudável na infância, começando o mais cedo possível.

Tal mãe, tal filho

Os pesquisadores basearam suas recomendações em dados coletados em mais de 40 estudos sobre como bebês e crianças pequenas desenvolvem suas preferências por alimentos saudáveis, especialmente por vegetais e frutas.

Tudo começa com uma boa alimentação durante a gravidez, ressaltam os autores. Os sabores da dieta da mãe afetam o bebê ainda no útero. Então, se a mãe tem uma dieta saudável, o feto é exposto a esses sabores, fazendo com que o bebê seja inclinado a apreciá-los com mais facilidade.

“Após o nascimento, se a mãe amamentar, o bebê também se beneficia da exposição ao sabor do leite materno. Estas exposições iniciais familiarizam o bebê com sabores específicos, bem como a experiência de variedade e preparam o cenário para a aceitação posterior dos sabores ​​dos alimentos sólidos saudáveis”, explica o pediatra e homeopata Moises Chencinski.

Sirva alimentos saudáveis frequentemente

Mesmo depois da fase de introdução alimentar, expor repetidamente as crianças a pratos que rejeitaram anteriormente, pode ajudá-las a aceitar e gostar dessas comidas. “O método de repetir a exposição da criança aos alimentos saudáveis ​​tem uma sólida base de evidências científicas por trás disso. Há muitos estudos com crianças, em idade pré-escolar, que começam não gostando de abóbora, por exemplo, mas, depois de cinco a seis sessões (podendo chegar a 10 a 15), onde esse alimento é oferecido repetidamente, elas acabam gostando do alimento”, orienta o pediatra.

No entanto, a revisão apontou que, em casas de baixa renda, os pais não oferecem novamente alimentos rejeitados, anteriormente, para não ocorrer perdas e desperdício. Os autores recomendam intervenções para promover a exposição repetida aos alimentos saudáveis ​​nesses ambientes, ao abordar os desafios enfrentados pelos pais.

Confira algumas dicas de ouro que o estudo traz sobre como ajudar a consolidar uma alimentação saudável na infância:

 

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Moises Chencinski, pediatra e homeopata

 

 

LEIA TAMBÉM: