Muito além da dieta: comer saudável não é só para perder peso! Entenda

Não é uma questão de emagrecer, nem mesmo se limita a quem tem problemas de saúde. Reeducar a alimentação está muito além da dieta. Saiba mais!

salada legumes além da dieta
Foto: iStock.com/Getty Images

Engana-se quem pensa que é preciso esperar estar acima do peso ou com algum problema de saúde para começar a reeducação alimentar. Os hábitos sudáveis vão muito além da dieta! “Nós precisamos comer bem e isso significa ingerir frutas, verduras, proteínas e carboidratos nas quantidades certas. Todos os alimentos têm a sua importância nutritiva, e a reeducação nos ajuda a consumi-los na medida certa para nos mantermos saudáveis”, explica a nutricionista Karina Poli.

Por isso, o processo deve ser iniciado desde cedo. Segundo a nutróloga Alice Amaral, “o momento certo para aderir a uma reeducação alimentar é ao nascer, começando a alimentar seu filho com leite materno e se alimentando corretamente para poder nutri-lo de forma eficaz”.

salada legumes além da dieta

Foto: iStock.com/Getty Images

Mudanças e aprendizados além da dieta

“Muito além da dieta, a reeducação alimentar baseia-se na mudança dos vícios alimentares adquiridos ao longo do tempo. O ponto principal é a substituição de alimentos ricos em gorduras por alimentos saudáveis e nutritivos”, explica Karina.

Esse processo envolve a aprendizagem da forma certa de alimentar-se e mudanças de hábitos que podem comprometer a perda de peso, incorporando atitudes e atividades saudáveis em seu cotidiano. O principal objetivo é ensinar a pessoa a se alimentar de forma saudável, pois a perda de peso é apenas uma consequência boa que virá com o foco e a determinação.

Após decidir iniciar o processo, é preciso procurar um nutrólogo ou nutricionista para determinar qual caminho deve ser seguido. O profissional levará em consideração informações como sua vida intra-uterina, hábitos e doenças durante a infância, trabalho, local onde mora e sono, além de perguntar como funciona sua digestão, doenças presentes na família e hábitos alimentares.

Mas não precisa radicalizar! Segundo a nutricionista, “algumas exceções são aceitáveis. Não é proibido comer um chocolate ou tomar um sorvete; a diferença é que tudo deve ser ingerido com moderação”. Por isso, coma de tudo, mas em porções menores e dando preferência aos alimentos saudáveis.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Alto Astral | Edição: Érika Alfaro/Colaboradora | Consultoria: Karina Poli, nutricionista