Açúcar na infância: conheça os malefícios

Cuidado com a quantidade de comidas e bebidas açucaradas que você coloca no prato do seu filho

açúcar na mesa distrubuído em forma de caveira
FOTO: Uma criança pode consumir apenas 6 colheres de açúcar por dia | FOTO: Shutterstock
Especialistas em saúde infantil têm se esforçado para conscientizar a população a diminuir o açúcar na infância. A endrocrinologista Giulianna Pansera afirma: “desde o nascimento do filho é preciso lutar para não ceder ao apelo da ‘praticidade’ dos alimentos industrializados e priorizar a alimentação saudável”.

Açúcar na infância: qual quantidade está liberada?

Associação Americana de Cardiologia lançou um alerta para os pais: “nenhuma criança entre 2 e 18 anos pode  consumir mais de 25g de açúcar (6 colheres de chá) adicionado nos alimentos por dia. E, para os peque nos abaixo de 2 anos, a recomendação é zero açúcar adicionado”.

Atenção aos ingredientes

Se você for ao supermercado e olhar a lista de ingredientes dos produtos que seu filho mais gosta, verá que, em quase 100% dos casos, o ingrediente em maior quantidade (aquele que aparece em primeiro lugar na lista) é o açúcar. Mas cuidado: nem sempre ele vem com o nome mais famoso. Muitas vezes vem disfarçado com outros nomes: dextrose, xarope de milho, açúcar, açúcar mascavo, açúcar demerara, frutose, açúcar invertido, maltose, são alguns deles. Giulianna alerta: “o consumo exagerado de açúcar pode desenvolver doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão”.
LEIA TAMBÉM: