50 anos em 5: entenda o Plano de Metas de Juscelino Kubitschek

O lema do governo de JK era "50 anos em 5", ou seja, ele objetivava um desenvolvimento enorme em 5 anos de governo. Saiba quais medidas foram implementadas!

construção de brasília governo JK plano de metas 50 anos em 5
Por Erika Alfaro - 22/08/2016

Prédios dos ministérios em 1959, durante a construção de Brasília (FOTO: Arquivo Público do Distrito Federal/Wikimedia Commons)

No dia 22 de agosto de 1976, o ex-presidente JK sofreu um acidente de carro e faleceu. O mineiro é um dos políticos mais conhecidos entre os brasileiros e gravou seu nome na história com a construção de Brasília, a capital do país. Além disso, um dos planos mais ousados veio com seu lema “50 anos em 5”, ou seja, “50 anos de progresso em 5 de governo”. Entenda!

construção de brasília governo JK plano de metas 50 anos em 5

Prédios dos ministérios em 1959, durante a construção de Brasília (FOTO: Arquivo Público do Distrito Federal/Wikimedia Commons)

50 anos em 5

Juscelino Kubitschek assumiu a presidência do Brasil no ano de 1956 e, para que a sua ambiciosa estratégia de crescimento funcionasse, tinha como objetivo desenvolver economicamente o país, priorizando o processo de industrialização. Dessa forma, traçou o seu Plano de Metas.

Os investimentos seriam direcionados a diversos setores. A maioria dos recursos foi destinada à energia (fornecimento) e transportes – construção e ampliação de estradas e impulso da indústria automobilística. Mas ainda houveram repasses para a área de alimentação e para as indústrias de base. Entretanto, para que tudo isso acontecesse, o então presidente determinou que o Estado deveria intervir na economia e, dessa forma, abriu as portas para o capital estrangeiro (nacional-desenvolvimentismo).

Além da fundação de Brasília (21 de abril de 1960), outros pontos importantes do governo JK foram: a Indústria Automobilística (GEIA), a Indústria de Construção Naval (GEICON) e a Sudene (Superintendência de desenvolvimento do Nordeste).

(No vídeo, a música de campanha de JK e imagens relacionadas ao seu governo)

Apesar das medidas de JK terem intensificado a industrialização brasileira e aumentado o PIB (Produto Interno Bruto), foram elas que deram início a dívida externa do país – tanto que o PIB anual de 7% não era maior que inflação da dívida externa.

SAIBA MAIS

Qual a relação da política “café-com-leite” com a Maçonaria?

As mulheres mais importantes na política nacional e internacional!

Conheça a história de Fidel Castro

Texto: Érika Alfaro