5 principais sintomas da depressão

Muitas pessoas lutam contra a depressão sem saber que sofrem dessa doença. A seguir, veja 5 sintomas da doença que podem auxiliar em seu diagnóstico

sintomas-classicos-depressao-como-identificar
FOTO: Shutterstock

Quando os sentimentos de tristeza insistem em permanecer por mais de duas ou três semanas, uma consulta com o psicólogo pode ser muito bem-vinda, sabia? Isso porque, segundo informações da Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtorno Afetivos (Abrata), muitas pessoas lutam contra a depressão sem saber que sofrem dessa doença. Diferentemente das situações comuns de tristeza, no transtorno depressivo, as tentativas para afastar o mal-estar podem não funcionar. A seguir você confere 5 sintomas da doença que podem auxiliar em seu diagnóstico!

Saiba mais sobre a depressão!

Estudo revela que idosos com o distúrbio podem desenvolver demência com maior facilidade

Como melhorar a qualidade de vida de uma pessoa depressiva

Segundo pesquisa, mulheres têm o dobro de chance de desenvolver a doença

 

Consequências para o corpo

Gripes e resfriados

“Sabe-se que a depressão afeta o sistema imunológico, debilitando as defesas do organismo. Corpo e mente atuam como uma unidade e, portanto, aumentam os riscos de infecções”, afirma o psicólogo Marco Aurélio de Sales. Gripes e resfriados são os problemas mais comuns, porém o organismo pode deixar a porta aberta para a entrada de outras doenças, como herpes e problemas respiratórios.

Dor de cabeça

Qualquer problema emocional pode refletir em incômodos como enxaqueca e outros tipos de cefaleia. Ansiedade, estresse e depressão pesam na mente de forma inconsciente, ou seja: o paciente pode manifestar as dores sem sequer saber que está com depressão.

Problemas digestivos

“São comuns a má digestão, azia, diarreia, constipação e flatulência. Isso porque os transtornos emocionais acabam sendo transferidos para as partes mais sensíveis do corpo, como o estômago”, lista a psicóloga Ana Cristina Fraia.

 

Consultoria Ana Cristina Fraia e Marco Aurélio de Sales, psicólogos