Paola Oliveira

Avalie
Paola Oliveira

Foto: Amauri Nehn/Orlando Oliveira/AgNews

Marina Drumond, protagonista da trama das oito, é vista por Paola como um desafio em sua carreira. Dá uma olhada no batepapo que tivemos com ela:

Sua personagem é uma designer. De que forma você se preparou para interpretá-la?
“A Marina é moderna, motiva a relação de trabalho com a família, veio de Milão e tem o lado profissional ágil. Ela tem em mente que tudo o que quer fazer, ela vai conseguir. Vi o filme E o Vento Levou e o sofrimento da personagem principal, que passou por sérios problemas e venceu, me deu segurança. A Marina chora, sofre, toma o ‘não’ duas vezes e continua em pé, não quero deixá-la se privar de sofrimento. Também procurei focar o lado arrojado dela, mesclando o profissional com o emocional.”

Pelo visto, a Marina vai sofrer bastante. Você está preparada para chorar muito em cena?
“Vou me permitir chorar, ter atitude quando necessário e ser mais forte em certas horas. Mas também vou sofrer, pois ser forte demais não vale a pena. Para essas cenas de fortes emoções, eu me concentro muito. Já vi que vou aparecer em cena com o meu nariz bem vermelho, isso porque, quando eu choro, fico com ele desse jeito risos).”

Para dar vida a Marina, você mudou o cabelo. Gostou do resultado?
“Cortei o cabelo mais curto e repicado, com um tom mais puxado para o loiro. Achei que eu fiquei com um visual mais moderno, o que pede, justamente, minha personagem. Adorei!”

Conta um segredo para a gente: o que não pode faltar em sua bolsa?
“Na minha bolsa sempre tem blush e rímel. Amo os dois!”

Você sabia?
Do signo de Áries, Paola é paulistana, já foi modelo e é fisioterapeuta. Seu sonho sempre foi ser atriz: começou fotografando, fez comerciais para a tevê, estudou teatro e interpretação. Em 2005 ganhou sua primeira personagem, na novela Belíssima e desde então não parou mais.

 

 

Mais lidas