Miguel Falabella , o dono da Vida Alheia, conta sobre os bastidores da série

Avalie

Miguel Falabella , o dono da Vida Alheia, conta sobre os bastidores da série 

Autor do seriado que vai mostrar os bastidores da imprensa de celebridades, Miguel Falabella fala sobre o seu bom relacionamento com os jornalistas e as pessoas na rua.

Mesmo sem caricaturas, ele confessou que escreveu a história baseado em seu próprio relacionamento com a imprensa. “Eu vejo vocês a vida inteira, né? Tenho histórias maravilhosas. Eu acho que este seriado é humano, porque é feito pela visão da repórter, interpretada pela Danielle Winits, que é uma personagem que eu adoro. É contado pelo ponto de vista dela. Ela é um personagem que sofre, tem a historia nas mãos”, explicou.

O elenco também é outro ponto polêmico. Afinal, o fotógrafo é Paulinho Vilhena que já teve problemas com a categoria e Danielle Winits, que recentemente tem evitado a imprensa, por conta de sua separação e o romance com o ator Jonatas Faro. Miguel nem pensou nisso. “Eu gosto sempre de trabalhar com as mesmas pessoas. Eu tenho um universo meu. Já trabalhei com todos aqui: Claudia é minha amiga da vida inteira e o Paulinho foi meu filho em Agora é que São Elas. Quando você tem uma boa coxia e uma relação afetuosa com o elenco, de alguma forma isso reflete no trabalho. Eu estreei com a Marília (Pêra): a primeira vez que eu fiz um trabalho profissional foi dirigido por ela, em “A Menina e o Vento”, mas eu não vou dizer o ano”, disfarçou.

Texto: Giovana Sanches
Entrevista: Ana Rodrigues/Colaboradora
Foto: Celso Akin/AgNews

Mais lidas