“Ficam arrumando intriga sobre nós”, diz Ludmilla sobre comparações com Anitta

Avalie

“Hoje, é hoje, é hoje”! Quando o atual hit da cantora Ludmilla toca nas baladas, é difícil encontrar quem fique parado. Com uma batida que mescla o pop e o funk, a cantora emplacou este e o sucesso Sem Querer nas paradas. Hoje está há 31 semanas na lista de músicas mais tocadas da Billboard Brasil.

Veja também: Cristiano Araújo fala sobre carreira e fãs: “são algo especial para mim, mas estou off pra balada”

Ludmilla superou o desafio de ter mais do que 15 minutos de fama. Quando ainda era Mc Beyoncé e cantava a música Fala Mal de Mim, ela conquistou fama quase instantânea. Mas era vista como mais um sucesso passageiro do Youtube.

Foto: Alex Palarea e Marcelo Sá Barreto/AgNews

Foto: Alex Palarea e Marcelo Sá Barreto/AgNews

Os que não acreditaram em Ludmilla erraram feio. Ela se reinventou, mudou de nome artístico, entrou para uma das maiores gravadoras do país e produziu e lançou o disco Hoje, com onze músicas e um remix.

Neste ano, a cantora pretende trabalhar com mais músicas do CD e planeja até lançar um DVD. Segundo ela, o projeto ainda é um sonho. A dica que ela dá para quem passou por dificuldades assim como ela é essa: continuar sonhando. “Erga a cabeça e não deixe ninguém ofuscar seus sonhos, pois preconceito é algo tão insignificante, que nem dou a mínima”, contou.

Rivalidades e romances

Com uma agenda movimentada, Ludmilla prefere evitar namoros. Ela se diz muito ciumenta e que um relacionamento poderia tirar o foco da carreira: “[Ficaria] pensando no que ele possa estar fazendo, [por isso] prefiro ficar só.”

Mas o homem ideal pra Ludmilla existe. Quem quiser se candidatar para a vaga deve ser sincero, carinhoso, romântico e compreensivo para entender a correria da cantora.

No espaço da música, além do que se comenta sobre possíveis relacionamentos, existem também as especulações sobre rivais. Ludmilla chegou a ser apontada como uma rival de Anitta e recebeu críticas de que estava sendo muito semelhante à funkeira “poderosa”.

Entretanto, Ludmilla diz receber as críticas com muita tristeza, afirmando que apesar de ser do mesmo segmento, as duas têm diferenças: “Ficam arrumando intriga entre nós, mas somos amigas e torcemos muito uma pela outra”.

A inspiração em Beyoncé para criar a própria moda

Até criar os novos rumos para sua carreira, o nome artístico anterior de Ludmilla era Mc Beyoncé. A “homenagem” para a cantora e diva internacional não foi à toa. Ludmilla diz que sempre gostou de moda, mas ver Beyoncé toda produzida e arrumada foi o passo inicial para que começasse a sonhar a fica linda como a norte-americana. Outras inspirações como Ciara e Rihanna também são estão na lista de estilos de Ludmilla.

Ela gosta muito de usar bonés, short e tênis, mas começou a cultivar um gosto especial por botas, de todos os modelos possíveis. “Eu olho, me apaixono e compro”, confessa rindo.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Seu modelo preferido é uma preta com fivela, que permita que ela dance, ande e pule confortavelmente nos shows.

Para Ludmilla não existe tempo ideal para usar uma bota, considerando um mito o frio ser o único momento certo para calçar a peça. Segundo a cantora, “se vestiu bem, tem que usar”.

Entrevista: Amanda Araújo/Colaboradora
Texto: João Pedro Ferreira/Colaborador

Mais lidas