Entrevista com Werner Schünemann

Avalie

Entrevista com Werner Schünemann  

O ator fala do que o público vai se apaixonar em Passione

Guia da Tevê: Qual a dica que você pode dar para viver bem?

Werner: Eu vou usar uma frase da Dona Canô (mãe de Caetano Veloso e Maria Bethânia): Quem faz a vida da gente é a gente. E eu escolhi a felicidade. A frase não é minha, mas eu passei a usá-la. Eu escolhi ser feliz. É difícil. Às vezes, é muito difícil. Tem dias que tudo concorre conta a gente. Mas eu quero ser feliz. Eu quero aproveitar a vida. A vida é curta demais para ser pequena. A vida é muito curta. Ela não pode ser pequena. Ela tem que ser maior que isso. É isso que eu quero fazer.

Guia da Tevê: O que você acha que vai apaixonar as pessoas na novela “Passione”?

Werner: Espero que seja eu! (risos). Eu acho que tem muita coisa legal. Eu fiquei muito impressionado com as cenas da Toscana. As cenas da Itália são de uma beleza plástica sensacional. Nós temos um trabalho de autor e de direção muito feliz, muito bem sucedido, que vai no detalhe. Muito feliz no resultado final. É um trabalho de grande talento. Isso tudo está nos deixando com uma relação muito boa com a novela. O clima da novela está excelente. As pessoas se adorando. As famílias parecem famílias. Os meus filhos com a Maitê Proença, na novela, já parecem nossos filhos. A gente fica se dando conselhos, pegando no pé um do outro. Igual a uma família mesmo. Acho que a novela, como um todo, vai ser a grande paixão do público. E a gente está trabalhando para isso, para fazer, no dias ruins, render 90%. Isso nos dias fracos.

Entrevista: Márvio Gonçalves/Colaborador
Foto: Ricardo Leal/ Photo Rio News

Mais lidas