Entrevista com Gianne Albertoni

Avalie

Entrevista com Gianne Albertoni

  

Em ótima fase, a modelo festeja os cinco anos do programa “Hoje em Dia” e volta aos estudos

 

Guia da TV: Você está feliz aqui no “Hoje em Dia”, quais seus planos para o futuro?

Gianne: “Eu quero, cada dia mais, melhorar aqui no “Hoje em Dia”. Eu não penso daqui dois, três anos, penso até dezembro! (risos).”

Guia da TV: A amizade que vocês demonstram na telinha vai além da TV ou vocês não têm tempo para fazer coisas fora daqui?

Gianne: “Aqui não tem ninguém que não se dá com o outro, que faz a finta e depois vira a cara, pelo contrário, a gente sai depois do programa, janta e viaja juntos.”

Guia da TV: Você começou a fazer faculdade, né?

Gianne: “Comecei esse ano, eu faço a Fiam, faço Jornalismo.”

Guia da TV: Alguém te orientou a voltar a estudar ou foi iniciativa própria?

Gianne: “Eu fazia um programa num canal de TV a cabo. Durante cinco anos, eu tive três programas e, quando comecei a fazer o programa aqui, eu já tinha essa vontade. Mas como eu viajava muito, não tinha a rotina que tenho hoje aqui, então, não dava para ir todo dia na faculdade. Quando eu entrei na Record, eu disse: perfeito, agora dá! A única coisa é que eu não durmo: acordo às seis da manhã e vou dormir às duas da manhã. Mas estou muito feliz, eu gosto! Acho que você tem a ganhar!”

Guia da TV: Você parece muito brincalhona, se diverte nos bastidores com os apresentadores, os câmeras… Esse jeito moleca sempre foi assim?

Gianne: “Eu atrapalho um pouco, fico pentelhando… O Edu, quando vai fazer a culinária, se concentra, ajeita os ingredientes, e eu vou lá e roubo a comida! A Chris está vendo uma notícia na revista, eu já pego outra e mostro o jornal. Eu sou muito agitada, minha personalidade é assim. O Celso é conectado 24 horas: ele está aqui falando com você qualquer coisa, em um segundo ele volta e dá a notícia super sério. Então, eu atrapalho, porque bagunço e fico brincando. “

Guia da TV: Qual sua dica básica pra pessoa estar bem vestida sempre?

Gianne: “Cada um tem a sua moda. Você tem que entender como funciona o seu corpo: o que você tem que valorizar, o que tem que esconder mais. Cada um é um tipo. O importante é você acreditar e se sentir confortável. Não adianta colocar uma roupa supermaneira e não se sentir bem. Quando vou fazer compras com as meninas, eu pergunto: “você gosta? Você realmente se sente confortável com isso?” Aí, eu começo a explicar: esse corte de blusa não combina, enfim, os detalhes que as pessoas antes não viam.”

Entrevista: Eliane Calixto
Foto: Celso Akin/AgNews

Mais lidas