Em entrevista exclusiva, Marcello Antony fala sobre seu próximo papel em Passione

Avalie

Em entrevista exclusiva, Marcello Antony fala sobre seu próximo papel em Passione 

Em Passione ele vive Gerson, um piloto de corridas Stock Car que trabalha na empresa da família, a metalúrgica Gouveia. Sua função é organizar promoções, eventos e campeonatos. Filho de Bete (Fernanda Montenegro) e Eugênio (Mauro Mendonça), nunca deixou de ser garotão.

Você disse que não tem a preocupação de compor fisicamente o personagem, então, como você consegue entrar na pele dele?
Marcelo: “No entendimento do que o autor quer e no caminho do personagem… É um estudo mais mental mais do que uma composição física no caso desse personagem, não que eu faça isso com todos.”

E no Stock Car, se espelhou em algum piloto?
Marcelo: “Em todos, eu curto todos.”

Você se saiu bem dirigindo?
Marcelo: “Acho que sim, senão não teria ganhado a licença. Ali não é pra qualquer um que eles dão licença. Hoje eu já posso dirigir Stock, não é porque eu sou ator que disseram: ‘vamos dar o brevê pra ele’. Não, não! Eu tive que pegar a pista com tempo cronometrado.”

Você então ganhou um novo hobby?
Marcelo: “É… mas acho que só durante a novela. Acabando a novela eu vou em busca de outras aventuras.”

O autor Silvio de Abreu costuma já definir o começo, meio e fim de uma novela, sem se preocupar com o que o público pensa. Isso pra um ator, é melhor?
Marcelo: “Eu sou só um cavalo. O autor escreve, ele pensa, ele quer passar aquela mensagem, e eu vou fazer isso pra ele.”

Esse é um meio em que há muita vaidade em jogo… Se um ator aparece mais que o outro, ou ofusca a imagem do outro, há sempre quem reclama… Como você lida com essas coisas?
Marcelo: “Eu não entendo dessa linguagem, isso não faz parte do meu vocabulário.”

Esse papo de fulano roubou a cena do outro, como você encara?
Marcelo: “Existem pessoas ruins na vida, em todos os setores. Existem jornalistas querendo derrubar vocês, querendo matéria… Isso acontece! Mas no meu caso, eu não vivencio isso. Eu não estou nem aí pra isso! Quer fazer, faz!”

Você fica preocupado com o que o público pensa de você quando começa uma nova novela?
Marcelo: “Eu já fui muito mais preocupado, mas hoje em dia, nem um pouco. Não crio expectativas, mas espero que gostem, porque é uma novela feita com carinho.”

Você fica até o final das gravações aqui em São Paulo?
Marcelo: “Até 6 de março, eu acho, quando eles vão pra Itália.”

Mesmo nas vésperas de estreia de uma nova novela?
Marcelo: “Não, a ansiedade faz parte, a excitação, querer agradar… isso é uma coisa boa! E isso não acaba nunca!

Entrevista: Eliane Calixto

Mais lidas