De piloto a policial: Marco Pigossi veste todos os fetiches

Avalie

O capricorniano Marco Pigossi não tem medo nenhum de encarar desafios. O mocinho da próxima novela das 9 não é nada convencional. Dante será um policial militar com vontade de vingança, e Pigossi acredita que pode ser que ele mude de lado para alcançar seu objetivo. Confira a entrevista:

marco pigossi

Dante tem o corpo mais sarado que o piloto Rafael!

Guia Astral: Seu último trabalho na TV foi com Rafael, de Boogie Oogie. Como é voltar agora vivendo Dante, o policial civil da novela A Regra do Jogo?

Marco Pigossi: Muito bom porque ele é totalmente diferente do Rafael. O Dante é um policial civil. Ele entra para a polícia movido pela vingança da morte de seu pai biológico, que teria sido assassinado por Zé Maria (Tony Ramos) no massacre de Seropédica (no Rio de Janeiro). Ele fica obcecado com a ideia de pôr atrás das grades Zé Maria. Mas o Dante é um cara honesto que está ali para corrigir as injustiças do mundo.

GA: O tema da novela sugere algo em torno de mudança de lado, de se abrir portas para se conseguir alcançar um objetivo. É possível que Dante mude de lado para alcançar algum objetivo?

Marco Pigossi: Eu acho que sim, pela vingança ele faria qualquer coisa. E talvez até entrasse nesse jogo. O trabalho na trama do João Emanuel Carneiro é muito bacana justamente porque ele explora os dois lados. Ninguém é de um lado só, é como a vida. E ele ser movido pela vingança abre várias portas.

GA: Você intensificou a malhação para viver Dante. No dia do lançamento da novela, a diretora Amora Mautner brincou que você é o homem que tem mais gominhos no abdômen…

Marco Pigossi: Eu fiz um treinamento funcional específico de polícia, busquei um treino semelhante ao deles. Fiz isso porque esse policial tem um corpo também mais forte e eu sempre tento colocar um pouco de corpo nos meus personagens. Em Boogie Oogie, a trama se passava na década de 70, o Rafael era mais magro. Já o Dante não pode ser assim, até porque treinamento de policial é muito intenso.

marcos pigossi

Foto: Reprodução/TV Globo

GA: Então você deu uma secada no corpo e realmente ganhou massa muscular?

Marco Pigossi: Sim! Ganhei massa, estou mais sarado e aqui não dá para ver. Mas todos vão ver no ar.

GA: Policial e agora com o corpo mais forte, sarado… Isso pode mexer com o imaginário da mulherada? Está preparado para as cantadas?

Marco Pigossi: Pode ser que mexa. O Rafael, de Boogie Oogie, era piloto e agora o de A Regra do Jogo é policial. Venho de personagens com uniforme. E estou vestindo todos os fetiches. Até por ser da polícia civil, ele não usa farda o tempo inteiro, mas tem aquela coisa do distintivo, da arma, e essas brincadeiras vão existir e isso pode mexer com o imaginário da ‘mulherada’.

GA: Você falou acima da questão de Dante não tolerar injustiça. Você também é assim?

Marco Pigossi: Sim! E pareço muito com o personagem nessa questão de não aceitar a injustiça. E o Dante não aceita esse tipo de coisa, ele foi muito injustiçado na vida, não sabe lidar com isso. E a injustiça é ruim, deixa a gente impotente, é algo que me incomoda demais.

GA: Sentiu-se injustiçado em algum momento da vida?

Marco Pigossi: Não! Mas a gente vê no dia a dia e isso é inevitável. Até o fato de estar no meu carro, com ar condicionado, e aí olhar para o lado e ver que tem uma pessoa na rua, no sinal, sem ter onde morar, para onde ir, isso é uma injustiça que me fere de alguma maneira. O que difere o Marcos do Dante é a questão da vingança. Isso eu não tenho nada em minha vida. Graças a Deus.

marco pigossi

Foto: Instagram/@marcopigossi

GA: Você vem de uma trama de época. E agora trabalha com Amora Mautner e João Emanuel. Como é formar parceira com eles?

Marco Pigossi: Maravilhoso! É um trabalho de grandes expectativas. A Amora é incrível. O que ela propõe é sensacional, o deixar o ator circular nesse universo para trazer naturalidade ao trabalho é algo inovador. É a minha primeira experiência com eles. O João explora todos os lados. Ele tem uma carpintaria de dramaturgia muito interessante, muito bem pensada, para frente, abre várias possibilidades, leques, que a gente, ator, não faz ideia para onde vai. Tudo é uma grande surpresa.

GA: Você é um ator jovem, mas já acumula vários sucessos na carreira. Sente-se realizado com o caminho trilhado até aqui?

Marco Pigossi: Realizado não porque a gente sempre está buscando algo a mais. No dia que eu disser que estou realizado, aí está na hora de parar. Sinto-me satisfeito sim com tudo o que fiz. A Regra do Jogo é mais um desafio na minha carreira. E estou onde eu realmente gostaria de estar.

Veja mais!

+ Susana Vieira conta sobre ”A Regra do Jogo” e diz: ”Eu me acho o máximo!”

+ Vanessa Giácomo ficará entre Cauã e Nero em “A Regra do Jogo”

+ Juliano Cazarré admite que já desceu muito até o chão

Entrevista: Márcio Gomes/Colaborador

Mais lidas