Entenda o orgasmo masculino

Avalie

Uma vida sexual saudável depende da satisfação mútua do casal. Para ter e oferecer ao prazer, o primeiro passo é entender o que é e como funciona o orgasmo, ponto máximo dessa sensação. Para esclarecer dúvidas e falar sobre o assunto, conversamos com a psicóloga mestre em sexologia Iracema Teixeira que, apesar do que muitos acreditam, afirma que o orgasmo masculino é muito parecido com o orgasmo feminino.

Entenda o orgasmo masculino

Foto: Shutterstock Images

O que é e como funciona

“O orgasmo é o momento final da relação sexual, que se caracteriza por uma descarga da tensão sexual acumulada e por espasmos musculares pelo corpo”, explica Iracema. Assim, o orgasmo nada mais é que a resposta física a um estímulo que também é emocional. O prazer, por sua vez, se revela a partir da sensação de clímax, seguida por um relaxamento do corpo e da alma. No homem, o orgasmo vem acompanhado da expulsão do esperma, que percorre o caminho da uretra até ser expelido.

 

Por que os homens têm mais facilidade em chegar lá

Mesmo em pleno século XXI e em meio à influência de mulheres que conquistaram sua independência social e financeira, ainda existe o paradigma de que mulher não pode ter uma vida sexual ativa igual à do homem. “Existem fortes demandas sociais em relação ao desempenho sexual, caracterizadas pela demonstração de virilidade e masculinidade através da destreza sexual”, afirma a sexóloga. Esse pensamento faz com que as mulheres tenham maior dificuldade em atingir o orgasmo e, por outro lado, pressionam os homens a ter um desempenho excelente na cama. Os homens se sentem na obrigação de chegarem lá em todas as transas.

 

Dicas para adiar o orgasmo do homem e dar mais prazer

Adiar o orgasmo do homem pode ser muito bom e muito ruim. “Uma penetração com mais de 30 minutos pode gerar a queda da excitação e estragar o clima”, conta Iracema. Claro que a transa precisa ter uma duração boa, tanto para garantir o prazer da mulher, que tende a demorar mais, quanto do próprio homem. Para encontrar o momento perfeito, vale abusar das preliminares e alternar o ritmo. Não é porque a penetração começou que vocês precisam gozar instantaneamente. Se perceber que o parceiro já está chegando lá e você ainda não está satisfeita, diminua os movimentos, volte para os beijos e as carícias e, depois, comece tudo de novo. “A atividade sexual precisa ser uma atividade lúdica, divertida e prazerosa”, e não precisa ter o orgasmo como objetivo único. A melhor maneira de garantir o prazer é manter acesa a curiosidade e o interesse do parceiro.

Mais lidas