Conheça 15 segredos para apimentar a relação

Avalie
COnheça 15 segredos para apimentar a relação

Foto: Thinkstock / AgNews

1- Na hora, não economize nos gemidos, gritinhos, sussurros provocantes e palavras apaixonadas ao pé do ouvido do cara para esquentar o momento.

2- Sem pudor, diga o que você quer e onde mais gosta de ser tocada durante o sexo. Ele vai tentar realizar tooodos os seus desejos.

3- Seja uma deusa do sexo! Quando for para a cama com o seu amor coloque sempre sua melhor lingerie.

4- Os homens reparam no rosto da mulher no momento do prazer. Então, sem exagero, faça caras e bocas, mostrando que está satisfeita com a performance dele.

5- Comece agora mesmo a variar um pouco a transa: posições diferentes ou lugares inusitados vão dar o tempero a mais e deixar a hora H irresistível!

6- Como os homens curtem caçar, faça um doce: demonstre interesse, instigue-o e, depois, pareça não querer mais.

7- Sexo selvagem é ótimo pra apimentar a hora H! Fuja do tradicional papai e mamãe e invista na posição cachorrinho.

8- Que tal trocar de papel com o gato quando forem transar, hein? Assim, se você costuma ser submissa na hora H, fique por cima dele e comande a relação.

9- Coloque um colar longo. Durante o sexo, fique por cima e faça cócegas no peitoral dele com o acessório.

10- Os homens gostam de ver a mulher se mexendo, então, balance sensualmente os seios e o bumbum pra ele.

11- Tomem um banho quente juntos. Em seguida, coloque um cubo de gelo entre seus dentes e deslize-o pelo corpo do cara.

12- A parte interna das coxas é bem sensível. Passe as mãos delicadamente nessa área do corpo do gato e, depois, a língua.

13- Antes da penetração, peça ao homem para usar as mãos. Essa prática costuma facilitar o orgasmo.

14- Utilize todos os sentidos no momento da transa: o paladar, o tato, a visão… Experiências multissensoriais garantem o máximo de prazer.

15- Ações simples, como irem dormir juntos e deitarem de conchinha, aproximam e deixam a intimidade ainda melhor. Invista nos pequenos gestos!

 

Texto por: Liliane Cristina Alves da Encarnação

Tags:

Mais lidas