Transei com o entregador

Avalie

Tenho 25 anos, moro sozinha e eu tinha acabado de chegar do serviço, então cansada. Fui tomar banho e coloquei um baby doll, então fui para a cozinha preparar meu jantar e  percebi que o gás tinha acabado. Liguei e pedi. Quando o entregador chegou, abri a porta para ele entrar.

Depois dele ter colocado o botijão para mim, fui pagar e percebi que só tinha 20 reais na carteira e meu cartão estava bloqueado. Fiquei sem jeito e pedi um tempinho para ele, para eu ligar para um amigo e pedir emprestado.  Percebi que ele não tirava os olhos de mim, o rapaz parecia não ter pressa. Sentou no meu sofá e ficou esperando, e eu já não sabia o que fazer pois não conseguia o dinheiro.

Foi aí que ele levantou e falou moça não precisa se preocupar não e eu fui até ele e perguntei o que eu poderia fazer, ele pensou um pouco e disse que iria voltar outra hora. Mas percebi que ele só estava esperando um toque, então falei para ele esperar, encostei a porta e falei: ”Já que você vai fazer um favor eu já vou te agradecer”. Ele sorriu e me beijou, fui sentindo a mão dele levantando meu baby doll e me puxando até o sofá.

Aí ele sentou eu tirei sua calça e peguei no pau duro dele e o masturbava e chupava, ele gemia e falava que minha boca era deliciosa. ”Isso gata chupa tudo vai”, ele dizia.

Queria fazer ele gozar, mas o safado me puxou para cima dele e falou: ”Hoje o gás é de graça e você é toda minha”, e foi me colocando sentada sobre ele, ergueu o meu baby doll (eu estava sem calcinha) ele já deu risada que eu já estava prontinha.

Foi colocando o pau dentro de mim, eu estava parecendo um biscatinha, fiquei excitada pois o pau do cara era muito gostoso. Aí o entregador me colocou no sofá e foi chupar minha buceta, aquilo foi a gota d’água para eu chegar no ponto de melar tudo. Foi tão bom que senti escorrer, e ele com a língua sugava tudo e  falava ”Isso gatinha, goza na minha boca, quero sugar teu mel”, me deixando mais melada.

Foi ai que o celular dele tocou. Eu fui provocar ele no telefone, fui chupando o pau enquanto ele segurava os gemidos, eu só escutei quando ele disse que precisava ir embora. Aí ele desligou e foi me dando uns tapas na cara dizendo: ”Quer que eu perca meu emprego biscate?”, eu  dava risada e respondia: ”Quero cachorro para você me foder todo final de tarde”. Ele me bateu com o seu pau várias vezes falando que eu era uma cadela e merecia apanhar, então ele me mandou ficar de 4 pra sentir o que é bom.

Ele colocou seu pau grosso e já começou a socar bem forte dentro de mim, eu gritava e gemia pedindo para ele gozar, mas ele puxava meu cabelo e me mandava gemer. ”Isso que eu quero ver você toda melada” eu já não aguentei mais e gozei no pau dele, foi então que ele gozou dentro de mim e me fez chupar o restante da porra que saia do pau dele.

Desde então foram mais algumas transas, pois o rapaz é muito bom e o gás nunca mais acabou em casa.

Mais lidas