O flagra da vizinha fofoqueira

Avalie

Meu noivo como de costume vinha me ver quinzenalmente, pois era de outra cidade. Toda vez que ele vem matamos a nossa vontade. Certo final de semana, ele me aparece de surpresa quando eu já estava pronta para ir dormir. Saí rápido para poder abraçá-lo. Ele tinha acabado de chegar de viagem. Ele estava lindo na minha frente sem camisa, usando o perfume que me deixava excitada. Já era tarde da noite, então começamos a nos beijar, pois estávamos com muita saudade. Então ele começou a falar do que sentia saudade… Ele falava e me tocava de leve com uma mão enquanto a outra pegava no meus longos cabelos loiros. Estávamos muito exitados, mas não podíamos entrar para dentro de casa e o local mais próximo que tínhamos era o carro, então entramos. Comecei a provocá-lo, mordendo de leve seu pescoço, e em seguida, desci devagar acariciando o corpo dele. Ele já estava exitado e me deixava louca, mas louca de vontade de o sentir dentro me mim, me penetrando gostoso. Resolvi sentar em cima dele e enquanto eu colocava o pênis dele dentro de mim, eu chupava meus seios e isso estava me deixando louca, já estava a ponto de gozar de tanta vontade. Então fizemos amor gostoso. Era uma sede tão grande que o carro balançava e a vontade aumentava.  Eu gemia, gemia de muito tesão. Ele me penetrava e me tocava toda, passava língua pelo meu corpo e eu já não sabia o que fazer pois estava muito gostoso. Então ele resolveu fazer um oral. Porra, que oral gostoso! Ele usava a língua e os dedos com delicadeza e a cada segundo ficava mas intenso, foi quando eu gozei na boca dele e ele ficou com mais vontade e voltou a me penetrar. Ele segurava as minhas costas e não parava de penetrar, fazendo o carro balançar bastante. Quando ele gozou em mim, aí era eu que não queria mais parar. Estávamos com tanta vontade e transamos por mais um tempo. Foi muito gostoso! De todas as transas essa é a que eu não esqueço. O ruim foi quando percebemos que a vizinha mais fofoqueira da vizinhança estava olhando pela janela. Ficamos desconfiados, mas valeu a pena!

Mais lidas