Noite Sem Fim

Avalie

Tenho 22 anos, sou morena e tenho olhos verdes. Há quase 4 anos sou apaixonada por um homem casado, com o qual mantive um relacionamento até pouco tempo. Vou chamá-lo de Riqueh. No início do nosso caso, só podíamos nos ver a tarde, o que não atrapalhava em nada. Mas certa vez Riqueh precisou dormir na cidade vizinha, por motivos de trabalho. Ele ligou me avisando e eu tratei de inventar logo uma viagem para poder dormir fora de casa.
Estava muito ansiosa, pois a noite prometia! Estávamos com tantas saudades que às 18 horas em ponto ele me ligou falando que já me esperava na pousada que passaríamos a noite. Saí da faculdade e fui direto para lá e Riqueh já estava me esperando na porta. Subimos aquelas escadas o mais rápido possível. Tomei um banho e ele estava tão ansioso que não esperou nem eu me secar. Nossa noite estava apenas começando e bem longe de acabar.
Riqueh me jogou em cima da cama e me deu o beijo mais gostoso que já tinha recebido dele. Começou a beijar meu corpo, como um animal faminto que deseja uma presa. Eu ia no céu e voltava com aquela língua quente em meu corpo ainda molhado, que já estava totalmente arrepiado de desejo e tesão. Nem preciso dizer que a essa altura minha buceta já estava totalmente molhadinha esperando aquele membro grande e grosso. Só de me olhar ele já sabia o que eu queria. Arranquei o resto de sua roupa e ele me penetrou gostoso: primeiro devagar e depois com estocadas mais fortes. Eu gemia, gemia como nunca. Ele estava ficando mais excitado e, pela primeira vez, senti seu jato de porra quente dentro de mim, o que me fez gozar na hora. Paramos e fomos jantar, mas logo voltamos loucos para continuar.
Nesse momento eu iniciei e comandei aquela transa. Nos beijamos loucamente e logo Riqueh já queria mais. Eu estava louca para colocar sua pica grande na boca, mas não sabia como fazer. Comecei beijando seu corpo e fui descendo, seguindo meus instintos. Iniciei passando a língua na cabecinha e logo já tentava engolir tudo aquilo, que quase não cabia em minha boca. Pela cara dele, eu aprendi rapidinho, pois logo me falou que ia gozar, me puxando para cima dele. Então comecei a cavalgar e depois de alguns minutos, em um vai e vem maravilhoso, gozamos juntos!
Fomos tomar banho juntos e lá foi melhor ainda. Ensaboamos nossos corpos um no outro e enquanto ele tomava banho eu chupava ele todinho. Foi aí que recebi o oral mais gostoso da minha vida. Gozei em sua boca e ele sentiu todo o meu melzinho. Depois fiquei de quatro pra ele, que me comeu gostoso naquele chuveiro. A sensação da água escorrendo pelo meu corpo e ele me dando palmadas no bumbum e falando loucuras em meu ouvido me deixaram louca e acabei gozando antes dele, que me encheu de porra logo em seguida.
A noite não acabou aí. Rimos, conversamos e fizemos amor tantas outras vezes que, na verdade, nem lembro quantas.

Mais lidas