Transei na praça

Avalie

Era final de festa quando eu e minhas amigas fomos a uma praça no centro da cidade e lá encontramos velhos amigos do tempo de escola. Isso nos surpreendeu, pois não tínhamos nenhum contato desde então. Papo vai, papo vem, já era 04:00 da manhã de domingo, a cidade estava deserta. Aí o Márcio me beijou do nada, eu nem falei nada… Só deixei rolar!

Ficamos separados do grupo e fomos até o parquinho, onde ele me falou que era louco por mim na escola e que nesses quatro anos distantes não mudou nada: eu ainda era o desejo dele! Dei risada e encostei perto dele. Eu estava solteira, mas mal tive relacionamentos, estava fechada. Mas o Márcio abriu minhas portas, com ele, eu estava diferente risonha.

Do nada peguei em seu pau que estava duro, aí ele ficou meio sem reação. Fui abri o zíper de sua calça e comecei a bater uma para ele, como eu estava de vestido ele já começou a  passar a mão na minhas coxas e bunda. Já estávamos prontos, só que faltava um local, então subimos naquelas casinhas de madeira, só que estava meio escuro, então estava perfeito.

Márcio ficou atento com qualquer movimento, e eu fui logo chupando seu pau ele gemia e olhava para os lados enquanto seu pau latejava na minha boca ali quase gozando. Então ele tirou e me levantou, desceu minha calcinha um pouco e foi colocando seu pau na minha buceta! Eu estava tão excitada que não demorou muito para melar seu pau. Ele logo me fez ficar de frente para ele, me colocou sentada, abriu minhas pernas e socou na minha buceta enquanto chupava os meus peitos. Eu gozei de novo nessa hora e segurei ele para não tirar seu pau de dentro de mim, foi quando percebemos que nossos amigos nos procuravam. Márcio logo me falou para ficar de quatro, aí ele colocou num vai e vem enquanto eu gemia, e ele falava ”Fica quietinha minha gatinha não quero que os outros vejam minha putinha dando o rabinho”. Adorei quando ele me chamou de sua putinha eu levantei meu rabo para ele, só que não deu tempo dele comer meu cuzinho. Fui gozar nele, ai ele tirou seu pau e melou minha bunda, forçando a cabeça do pau no meu cuzinho. Levantei e me limpei com a calcinha mesmo, que ficou meladinha para ele de recordação.

Hoje ele é meu namorado a 3 anos e estamos sempre aprontando junto dos amigos, aliás, ele contaram para nós depois de um tempo que deu para ver a gente transando na praça rsrs

Mais lidas