Delícia no ônibus

Avalie

Bom, o que eu vou contar é verdade mesmo: todas as manhãs eu saio às cinco para trabalhar e um dia desses fui surpreendido pela atitude de uma bela loira, muito bonita e com uma bunda maravilhosa. Eu estava na poltrona do canto e ela sentou ao meu lado. O ônibus era um frescão desses da vida, estava escuro, chovendo e o motorista acostuma apagar as luzes. Foi quando ela me deu “bom dia” e comentou que estava frio. Eu respondi que estava mesmo e ofereci o meu casaco para ela se cobrir e perguntei se ela gostaria de sentar no canto. Ela aceitou a blusa e o lugar e rapidamente passei ela para o canto, tendo o prazer de ver aquela bunda com a marca do biquíni.

Na última regulagem, ela se cobriu e me cobriu também. O meu braço ficou nos seios maravilhoso e durinhos dela e percebi que ela estava ficando excitada. Não parava de se mexer e esfregá-los em mim. Além disso, ela colocou as mãos na minha perna. Olhei para o lado e estavam todos dormindo.

Aos poucos, percebi que a mão dela deslizava para mas perto do meu pinto que já estava duro. Ao perceber o volume, ela brincou: “Que isso?  Nossa, já está assim?” enquanto começou a massageá-la. Tirei da calça e ela se deliciou, abaixou a cabeça e começou a mamar. Acabei gozando nela e achei que tinha me sujado todo, mas ela limpou tudo: sugou meu leite todo. Depois ela perguntou: “vai me deixar assim molhadinha?”.

Sabia bem o que ela queria. Descemos no ponto próximo de um hotel e ficamos a manhã toda transando. Penetrei aquela bunda deliciosa e até hoje ela me liga querendo mais.

Mais lidas